domingo, dezembro 6

Péssima arbitragem estraga espectáculo


8 comentários
Cova da Piedade 1-1 FarenseApós mais uma paragem no campeonato, o Farense deslocou-se esta tarde à Cova da Piedade num jogo à partida complicado para ambas as equipas que lutam pela presença nos 6 primeiros lugares da classificação nesta 1ª fase.

O Farense foi a primeira equipa a criar perigo, logo no minuto inicial, com Pintassilgo a rematar por cima da baliza defendida por Osvaldo. Aos 9 minutos de jogo foi a vez da equipa da casa rondar a baliza algarvia com Dias a concluir rematando enviusado com a bola a sair perto do poste de Gonçalo. O jogo jogava-se a um ritmo elevado e pouco depois surgia uma grande oportunidade para os algarvios, David Justo em boa posição atirou para a defesa de Osvaldo e na recarga Pintassilgo permitiu com que o seu remate fosse tirado em cima da linha de golo por um defesa contrário. Aos 27 minutos foi Osvaldo a complicar dentro da sua área e por pouco que Norberto não chegou a tempo de aproveitar a falha do guardião da casa. 10 minutos depois sério revés para a equipa farense, Alemão via o amarelo e 4 minutos depois por nova falta via o 2º amarelo e a respectiva ordem de expulsão. O Árbitro Luís Brás de Lisboa não foi coerente pois já por várias vezes os jogadores do Cova da Piedade em situações semelhantes passaram sem uma admoestação. Chegava-se ao intervalo com um resultado lisongeiro para os da casa dado que os algarvios dispuseram de 3 boas ocasiões de golo no primeiro tempo, frente a um Cova que pouco ou nada incomodou Gonçalo.

Na segunda parte quem entrou melhor foi o árbitro Luís Brás que em 5 minutos mostrou mais 2 amarelos a dois atletas algarvios em lances perfeitamente normais de um jogo de futebol. Ainda assim o Farense demonstrou boa atitude e voltava a rondar a casa dos visitados com algum perigo. O Cova da Piedade pouco depois criava o seu primeiro lance de real perigo para a baliza de Gonçalo, num lance rápido, a bandeirola ficou em baixo e Dias isolou-se mas sem conseguir bater Gonçalo que esteve em bom plano. A equipa da casa começava agora a criar mais perigo junto da baliza de Gonçalo. Com 23 minutos da etapa complementar Pintassilgo aparecia isolado mas a demorar algum tempo a decidir-se e a permitir a recuperação da defensiva da casa. Aos 72 minutos após uma insistência de Pintassilgo o Farense dispõe de um pontapé de canto. Na sequência do mesmo aparecia Róró a inaugurar o marcador colocando justiça no resultado. O Farense mesmo reduzido a 10 unidades nunca abdicou de atacar e via-se assim premiado. O Cova tentou a resposta e pouco tempo depois após cruzamento de Jardel, Josué podia ter feito golo mas a bola saíu ao lado do poste da baliza de Gonçalo. Quem não falhou foi Sualves que na sequência dum livre atirou a contar e empatou a partida a 3 minutos dos 90. Aos 90 o Farense pôde queixar-se mais uma vez da arbitragem, com o árbitro a deixar passar um grande penalidade clara favorável aos algarvios. Uma arbitragem péssima que não terminou sem mais uma expulsão desta feita a Marcelino. O árbitro concedeu 4 minutos de compensação, durante esse período o jogo esteve praticamente parado por via da expulsão e da assistência a um jogador do Farense, e quando recomeçou a partida o árbitro Luís Brás nem permitiu a que se jogasse, terminando imediatamente a partida.

Sabor a injustiça para os algarvios que procuraram sempre a vitória mesmo em inferioridade numérica. O árbitro conseguiu ser o protagonista da partida, e quando assim é quem sai prejudicado é o futebol.

Comments

8 comments to "Péssima arbitragem estraga espectáculo"

Dezito disse...
8:34 da tarde

Pelo menos ganhamos 1 pontinho aos Pescadores que perdeu em Quarteira. Já estivemos mais longe ;) Força Farense !

Anónimo disse...
11:17 da tarde

Gostei da atitude da equipa. Mesmo com menos um jogador, o Farense foi sempre superior e merecia ter ganho o jogo. Há um problema ao qual já me referi em anteriores oportunidades: o Farense desperdiça golos atrás de golos. É desesperante ver a equipa a falhar golos só com o guarda-redes pela frente. Na Piedade foram pelo menos três!!! E noutros encontros a que assisti isso também aconteceu. Arranje o Farense um homem que marque golos e vai ser um caso sério nesta III divisão. A equipa defende bem (Ró-Ró e Idalécio são excelentes), cria oportunidades, mas não marca.
Pode ser que a coisa mude. Oxalá.

Mas quero sublinhar a excelente atitude da equipa neste domingo. O empate soube a pouco.

Luís

arsenio disse...
8:48 da manhã

Parabéns ao farense pelo resultado.

E. Roque disse...
10:41 da manhã

Não tenho por hábito falar dos árbitros, costumo mesmo dizer que os fracos é que se desculpam com os outros pelos maus resultados, mas ontem na Cova da Piedade, perdi a paciência, primeiro com o árbitro a mostrar o cartão amarelo sempre que um jogador do Farense tocava num adversário em disputas normalissimas de bola, de que é exemplo o 1º cartão mostrado ao Alemão, que apenas saltou com um adversário e como é mais forte derrobou-o, enquanto que agressões com os braços, 2 ou 3 feitas pelos jogadores da Piedade, nem falta marcou. Para acabar em beleza, não assinalou um penalti descaradissimo, quano o Bruno foi atropelado por 2 adversários, por detrás, quando estava isolado perto da baliza adversária.
Mas apesar disto, e depois de jogar mais de 55 minutos com 10, o Farense podia ter ganho à vontade, se não fossem os falhanços incriveis dos seus jogadores, especialmente um de Pintassilgo, aí a 3 metros da baliza, conseguiu acertar num adversário que estava parado sobre a linha de baliza, quando tinha 6 metros e tal para fazer golo. Depois, aquela infantilidade do Alemão, que tendo um amarelo, correu desesperadamente atrás de um adversário e só descansou quando o derrubou por trás (se calhar foi o único cartão amarelo bem mostrado ao Farense), ficando a equipa reduzida a 10, que provocou uma alteração da maneira de jogar, o Farense passou ao contra ataque, em vez de priveligiar a posse de bola que tinha feito até aí, mas mesmo assim foi sempre a equipa mais perigosa. Mas afinal conseguimos manter o 3º lugar, e reduzir para 6 a diferença para o 1º lugar, mantendo a diferença de 2 pontos para o Juventude que também empatou (o Juventude tem mais 3 pontos de um jogo antecipado)

Anónimo disse...
10:56 da manhã

Nao sabia que o Senhor Fernando Neves,"nosso" adepto vivia em corrois!

F. Neves disse...
2:47 da tarde

Anónimo explique-se lá melhor o que quer dizer e identifique-se s.f.f.
Não vivo, nem nunca vivi, em Corrois ( penso que quer dizer Corroios).
E também não sou adepto do Farense com aspas.
Adepto sim ( e sócio )com todas as letras, sempre, só e há umas boas dezenas de anos.
A sua observação não a levo a
sério, mas apenas como brincadeira.

Ferreira disse...
3:39 da tarde

Gostei da arrumação da equipa, mas tenho que manifestar o meu lamento e estranheza, por mais um avez ver o nosso melhor jogador no banco.

Não sei se estava doente, mas o Alvarinho era o jogador indicado para este jogo, ainda mais quando estavamos a ganhar, e com espaço para explorar o contra ataque.

Meteu o Bruno e tirou Pintassilgo, talvez para segurar 2 centrais atrás, mas como se viu não resultou.

lamento os 2 pontos perdidos.

Pedro disse...
12:51 da manhã

Gostei muito da atitude da equipa. Nunca desistiu, nunca deu o jogo por perdido mesmo após o empate do Cova que a mim pareceu-me ser fruto de mais um lance irregular não sancionado pelo árbitro, que claramente deve viver em Almada. Foi uma pura vergonha aquilo que se passou no relvado, e o árbitro estragou o que estava a ser um dos melhores, senão o melhor, jogo do Farense, mesmo reduzido a 10 unidades.

Queria só deixar uma palavra de apreço às forças da PSP que atenderam ao estádio, as quais se mostraram pacientes e compreensivas, ao contrário do que costuma acontecer.

Pedro, sócio South Side.

 

Copyright 2009 All Rights Reserved Blog Leões de Faro optimizado para 1280 x 768 px