sábado, fevereiro 23

Quem os viu e quem os vê...


3 comentários

0-1 aos 5 minutos, por Edinho na sequência de um cruzamento, Bruno tenta o remate à baliza e na ressaca aparece Edinho quase sobre a linha de golo a finalizar.

1-1 aos 18 minutos,por Garrana, Livre do lado direito do ataque Sambrazense junto ao limite da lateral direita da área do Farense, com a bola a cruzar toda a area Farense, fazendo um "chapéu a costa que pareceu ter algumas culpas no lance.


2-1 aos 22 minutos de jogo, por Igor que perante a inoperância completa da defesa Farense , apareceu dentro da área podendo escolher o lado para onde remataria, não dando qualquer hipótese a Costa.

3-1 por Marcelo aos 33 minutos na marcação de uma grande penalidade a rematar colocado e a não dar qualquer hipotese de defesa

3-2 aos 39 minutos, por Edinho, na sequência de um livre, cruzamento para a área,Edinho de cabeça a fazer o seu 2º golo no encontro.

3-3 por Edinho na sequência de uma grande penalidade de Rony, Edinho a fazer o hat-trick no jogo e a fechar o resultado, fuzilando autenticamente João Abreu.

Quem viu o Farense jogar há 1 mês atrás, e quem tem observado a equipa da capital nos seus mais recentes encontros, só poderá afirmar uma coisa, que algo vai mal no reino do Leão algarvio. O Farense arrancou para os 90 minutos de hoje em São Brás de Alportel com praticamente os mesmos jogadores com que havia goleado algumas das equipas do distrital algarvio, mas para além de golear, realizava boas exibições. Hoje viu-se um Farense sem chama, com os seus jogadores a lutarem não como um conjunto mas cada um por si. O espírito de grupo que tanto havia custado a Carlos Costa embutir nos seus jogadores e que finalmente parecia estar presente, parece agora a anos luz, e tudo isto numa fase crítica do campeonato. Portela parece ainda não ter conseguido entrar num campeonato longe daquele a que estava habituado, e numa altura crucial, é importante também que toda a equipa possa colaborar com o seu treinador, pois só dessa forma tanto treinador como jogadores poderão chegar ao fim da temporada com o sabor de dever cumprido, e não o sabor amargo de derrotados em todos os aspectos.

Foi com um Sambrazense algo atordoado que se iniciou o jogo em São Brás de Alportel, com um Farense dominador, a não dar espaços ao adversário, pressão inicial esta que resultaria no primeiro golo do encontro. Inexplicavelmente, após estes momentos iniciais de pressing, o Farense não só deixou de pressionar, como saíu completamente do encontro, algo que quem assistiu os últimos dois encontros dos homens de Faro não estranhou. Em cerca de 5 minutos o Farense viu-se a perder e sem saber como reagir. Cada jogador lutava por si só e o futebol era totalmente inoperante. A equipa da casa encarregou-se ainda mais de provocar o descalabro ao fazer o 3º golo, na sequência de uma grande penalidade, colocando os adeptos farenses à beira de um ataque de nervos. Felizmente para os líderes, Edinho em tarde sim, encarregou-se de ir equilibrando o marcador, um autêntico guerreiro do ínicio ao fim do jogo, a mostrar um brio de fazer inveja a muitos dos jovens que lhe acompanham em cada jogo.

Na segunda parte ambas as equipas se apresentaram mais estabilizadas, com o Sambrazense a tentar controlar mais a sua linha defensiva, e a vantagem no marcador, apesar disso Edinho iria dipôr de hipótese para igualar o marcador logo no reatar do jogo, no entantro João Abreu estaria no lugar certo, defendendo para canto com os pés. Foi já na fase terminal do encontro, e numa altura que o Farense já tentava de qualquer forma colocar a bola nas imediações da área Sambrazense, que Rony infantilmente tocaria com a mão na bola, dando a hipótese a Edinho de fazer o seu terceiro golo no encontro e de empatar a partida, resultado diga-se de passagem justo para o que ambas as equipas protagonizaram no terreno de jogo.

O árbitro Lamy, bem coadjuvado, rubricou uma boa exibição. O Farense beneficiou de mais um empate do seu mais directo adversário, e só dessa forma se poderá considerar um resultado positivo. De qualquer maneira, há muito trabalho para Portela, se calhar não tanto a nível técnico-táctico, mas talvez a nível psicológico no intuito de recuperar alguns jogadores que parecem deveras afectados com a mudança de treinador. Um aparte, o Farense tem vindo a jogar com o sector do meio campo claramente deficitário, com unidades insuficientes para suster o jogo de qualquer adversário que seja. O facto de Bruno e Edinho alinharem juntos de ínicio, sobrecarrega e de que forma Ricardo e Barão, que acabam por ter de "segurar" o meio campo enquanto as suas forças perduram. A partir daí o Farense entra em quebra de rendimento. Não seria já altura de tentar abdicar de um avançado, para tentar fortalecer o meio campo, talvez a entrada de Calquinhas, e de certa força ter alternativas atacantes no banco de suplentes caso fosse necessário? Sem querer intromenter no trabalho do técnico, certamente que quem assiste aos jogos já se apercebeu de qual o sector mais débil do Farense, e de certa forma aguarda por uma melhoria que tarda em aparecer.

Comments

3 comments to "Quem os viu e quem os vê..."

Anónimo disse...
10:12 da manhã

Bela foto a do penalti do Edinho. Pena ter sido tirada com o telemóvel...

JoaoC disse...
4:22 da tarde

Pois mas a foto não foi tirada com telemóvel, foi tirada com camera, está é ampliada e não tenho as mesmas condições que os jornalistas que podem andar dentro de campo.

Exterminador disse...
11:30 da tarde

Eu também tenho a sequência fotográfica deste golo (e de outros lances, e de outros jogos). Estive mesmo para não fotografar o penalty, para não dar “azar”. Mas quando vi alguém (JoãoC de certeza) a apontar a câmara a 2 metros de mim, resolvi fotografar também.

 

Copyright 2009 All Rights Reserved Blog Leões de Faro optimizado para 1280 x 768 px