quinta-feira, dezembro 3

Com os 3 pontos tão perto...


1 comentários

2ª liga
18ªJornada

F.C.Porto B 4-3 Farense



O FC Porto B bateu esta quarta-feira, em casa, o Farense, por 4-3, na 18.ª jornada da 2.ª Liga, mas não se livrou de um susto, uma vez que os algarvios foram para o intervalo a ganhar por 2-0.


Os portistas fizeram quatro golos no segundo tempo, venceram com inteira justiça pela sua clara superioridade, mais vincada depois do intervalo, e, assim, confirmaram o favoritismo para este jogo e a liderança confortável no campeonato, agora com 40 pontos, mais oito 183 mo Sporting B, que goleou em casa o Académico de Viseu por 4-2.



O Farense tinha uma das defesas menos batidas da prova até este jogo, com 16 golos sofridos, mas foi impotente ante a forte pressão que o FC Porto B exerceu na segunda parte e sofreu a sua quinta derrota fora de portas.



No primeiro ataque, logo aos 3 minutos, o Farense surpreendeu os portistas e fez o primeiro golo, por Harramiz, após assistência de Carlos.



Cinco minutos depois, o Farense voltou a marcar, agora graças uma remate forte, cruzado e colocado de Osama.



Harramiz teve o 0-3 no pé direito (22), mas, desta vez, João Costa defendeu com os pés e evitou males maiores para a sua equipa, que pareceu surpreendida com a eficácia e a determinação do Farense.



Em desvantagem, o técnico portista, Luís Castro, substituiu Tomás por Omar e Ismael por Gleison e o perigo tornou-se uma constante junto à baliza de São Bento.



No Farense, Carlos fazia o que podia, procurando conter o caudal ofensivo produzido pelo FC Porto e disfarçar o gradual 'colapso' físico da sua equipa, incapaz de acompanhar as acelerações de Victor Garcia, Gleison e Ruben Macedo nas pontas.



Pité, de livre direto, reduziu para 1-2, aos 55 minutos, e materializou o ascendente territorial e técnico do FC Porto.



Em pouco mais de 15 minutos, os 'azuis e brancos' deram a volta ao marcador: Leonardo empatou aos 73, de grande penalidade, e Ruben Macedo consumou a reviravolta aos 78, fazendo, de cabeça, o 3-2.



Nessa altura, já o Farense estava reduzido a dez unidades, devido à expulsão de Ventosa, no lance que deu origem ao penálti convertido por Leonardo.



Gleison fez o 4-2 com um belo remate de pé esquerdo e o Farense, numa das raras ocasiões em que logrou chegar à área portistas na segunda parte, reduziu para 4-3, por Felipe, atenuando assim uma derrota clara, que podia ter sido por números maiores.



Com estes quatro golos, o FC Porto B confirmou também a qualidade dos seus dianteiros e do seu processo ofensivo, somando agora 40 golos marcados na II Liga, o que faz do seu ataque o melhor, de longe, desta prova (o Sporting B é o segundo clube mais concretizados, com 28 golos).



Jogo no Estádio Dr. Jorge Sampaio, em Vila Nova de Gaia.



Ao intervalo: 0-2.



Marcadores: 0-1, Haramiz, 3 minutos; 0-2, Osama Rashid, 8; 1-2, Pité, 55; 2-2, Leonardo, 73 (g.p.); 3-2, Ruben Macedo, 78; 4-2, Gleison, 82; 4-3, Felipe, 86.



FC Porto B: João Costa, Victor Garcia, Chidozie, Lichnovsky, Pité, Tomás (Omar, 46), Ruben Macedo (Cláudio, 90+1), Graça, Francisco Ramos, Ismael (Gleison, 46) e Leonardo.
Suplentes: André Caio, Rodrigo, Gleison, Omar, Cláudio, Sérgio Ribeiro e Verdasca.
Treinador: Luís Castro.



Farense: São Bento, Ventosa, Ubay Luzardo, Felipe Barros, Delmiro, Carlos, Haramiz, Bilro, Osama (Bruno, 77), Diogo Coelho (Irobiso, 80) e Tiago Leonço (Rambé, 75).
Suplentes: Ricardo, Thomas, André Afonso, Marco Sousa, Rambé, Bruno e Irobiso.
Treinador: Antero Afonso.



Árbitro: Hélder Lamas (Braga).



Ação disciplinar: Cartão amarelo para Bilro (43), Delmiro (45), Diogo Coelho (54) e Gleison (89). Cartão vermelho direto para Ventosa (72).



Assistência: 359 espetadores.

Fonte: Record

Comments

1 comments to "Com os 3 pontos tão perto..."

ADEPTO disse...
4:33 da manhã

Derrota dificil de digerir,tendo em conta a evolução do jogo; pecámos na atitude na 2ª parte em que devíamos ter disputado melhor o meio campo e não recuarmos tanto. Irobiso e marcio deviam ter entrado mais cedo(?), para compensar a redução de força.Quanto à arbitragem,mais do mesmo....ainda estamos para ver quando é que estes artistas "tiram por nós"; um livre,um penalti que não existiram e um vermelho que no máximo devia ser um amarelo se fosse penalti,para não falar duma duplicidade critério vergonhosa deste senhor de braga, que culmina numa amostragem de amarelo a uma simulação de penalti portista para se "limpar" de modo hilariante (têm o curso todo).Não vale a pena "chorar o leite derramado",mas eles quando apanham pela frente árbitros estrangeiros em confrontos internacionais,perdem a supremacia dos "basfonds" e também choram e perdem jogos em casa que de outro modo seria quase impossível.Agora há que recuperar os danos morais,pois que a equipa tem valor e só precisa de melhor ajuste tático consoante o adversário e a evolução dos jogos; nem sempre dois pontas de lança é a melhor opção.Quanto ao resto , temos de ir caminhando devagarinho,pois não temos protagonismo televisivo,nem mexemos cordelinhos que nos permitam inclinar o campo e só nos resta a nossa humildade,e força de trabalho no respeito pelos adeptos e uma claque ímpar que nunca deixa de apoiar este clube; já por finalizar não deixar de sublinhar o espírito faccioso dos comemtarista daquela televisão que insistiam nos fora de jogos dos golos do Farense numa atitude de falta de fair play e completo puro bairrismo, de bradar aos céus.FARENSE SEMPRE.....FARENSE À VITÓRIA!!!!!!!!!!

 

Copyright 2009 All Rights Reserved Blog Leões de Faro optimizado para 1280 x 768 px