quarta-feira, dezembro 29

Faleceu Joaquim Sequeira


12 comentários
Faleceu Joaquim Sequeira, o que era o actual técnico do Farense, foi encontrado sem vida na sua habitação. Desconhecem-se as causas da sua morte. Joaquim Sequeira deu o último treino na noite de ontem, sem aparentar algum problema de saúde.

O Blog Leões de Faro endereça à família de Joaquim Sequeira as sentidas condolências, tal como a toda a família Farense.

Lágrimas e revolta por Joaquim Sequeira

Sentiu-se mal durante a noite, saiu da cama e a esposa acompanhou-o até ao sofá onde viria a morrer, vítima de um acidente vascular cerebral. Joaquim Sequeira era o treinador do Farense e, mais do que isso, uma referência do clube, ligado que esteve a alguns feitos retumbantes.
“É uma perda enorme. Deixa-nos um homem que amava este clube e ao qual tinha dedicado boa parte da sua vida, nas mais diversas funções. Sentimos uma tristeza enorme e também uma grande revolta interior”, são as palavras de António Barão, presidente do Farense.
Horas antes, no treino, “estivemos a conversar e nada fazia prever um acontecimento tão nefasto. O Farense, a cidade de Faro e o desporto algarvio estão de luto. Perdeu-se um profissional dedicado e um grande homem”, frisou, emocionado.

Como jogador, Sequeira ajudou o Farense a subir da 3.ª à 1.ª Divisão em apenas duas épocas (68/69 e 69/70) e enquanto adjunto de Paco Fortes fez parte da equipa técnica que alcançou a melhor classificação de sempre (5.º lugar em 94/95) e a consequente participação na Taça UEFA.

Consternação. A morte de Joaquim Sequeira deixou o grupo que dirigia em estado de choque. O funeral realiza-se amanhã, sexta-feira, às 10 horas, da Igreja de S. Luís para o cemitério novo de Faro e os capitães (Barão, Bruno, Caniggia e Luís Afonso) fazem questão de carregar o caixão, caso a família autorize.

Morte de Sequeira deixa Cajuda chocado

ATUAL TÉCNICO DO SHARJAH RECORDA AMIGO

Manuel Cajuda, amigo e antigo colega de equipa de Joaquim Sequeira, confessou-se “chocado” com a morte do treinador do Farense, vítima de um AVC. “Como é possível acontecer uma coisa destas ao Joaquim? Falámos há uns dias, uma daquelas conversas normais de amigos e homens do futebol, e ele parecia-me muito otimista”, explicou o atual técnico do Sharjah, do Emirados Árabes. Cajuda lembra a forma como Sequeira o recebeu no Farense: “Jogámos juntos lá, durante 5 ou 6 anos, e foi ele um dos que me acolheu quando me transferi, ainda novo, do Olhanense para o Farense. E foi difícil, pela rivalidade doentia entre os adeptos dos dois clubes. O Joaquim amparou-me e ficámos amigos para sempre. É um pedaço de mim e da minha história que desaparece.”

Comments

12 comments to "Faleceu Joaquim Sequeira"

SamM disse...
11:28 da manhã

Edstou chocado. Não posso acreditar!

Uma semana negra para o Farense...

As sentidas condolências à sua familia.

Eroque disse...
11:54 da manhã

Todos os dias de manhã o via no café Durão a tomar o seu pequeno almoço. Hoje quando passei por lá, não o vi, mas nunca pensei que tivesse chegado ao seu fim...
Lamento imenso, e apresento as minhas condolências à família e a toda a família Farense... Numa semana 3 pessoas ligadas ao clube deixaram-nos...

rodriguesdidier disse...
1:06 da tarde

E com as lagrimas nos olhos que escrevo estas poucas palavras em qual eu quase nao quero acreditar.Eramos amigos,jogamos juntos no Farense,ele como sénior e eu como Junior,ainda jogamos juntos em treinos de conjunto.Os meus mais sinceros sentidos Pêsamos a toda a sua Familia e Farenses.E um dia triste para Todos os que "amavam" este homem.Sequeira,que a terra te seja leve,eu como amigo nunca mais te esquecerei.

Untitled disse...
1:14 da tarde

Estou chocado, com esta noticia, que apanhou quase todos de surpresa. Num tão curto espaço de dias o Farense perdeu três personalidades importantes na sua história. O Sequeira passou muitos anos ligado ao Farense, e assumiu sempre que foi necessário.
Faro e os Farenses hoje ficaram mais pobres. As condolências à familia, que conheço bem.
Que descanse em paz.
João de Brito

AGR 98 FARO disse...
1:31 da tarde

É com grande pesar e dor que informamos o falecimento do nosso treinador Joaquim Sequeira.

Um Farense que será sempre lembrado no mundo futebolístico nacional e principalmente algarvio.

Joaquim Francisco Salgado Sequeira nasceu em Santiago do Cacém, em 1950 (tinha 60 anos). Iniciou-se no futebol como jogador (defesa-central) no Farense, tendo ajudado o clube a subir da 3.ª à 1.ª Divisão em apenas duas épocas (68/69 e 69/70), Joaquim Sequeira viria depois a integrar várias equipas técnicas do Farense, sendo um dos adjuntos de Paco Fortes aquando da melhor classificação de sempre do nosso clube (5.º lugar) e da ida à Taça UEFA, a meio da década de 90.

Esta época era adjunto de Joaquim Mendes, tendo assumido a função de treinador principal depois da saída deste e orientando a equipa na Zona Sul da 2.ª Divisão.

Os pormenores do funeral (data e hora) ainda não são conhecidos.

À família enlutada os South Side Boys apresentam as suas sinceras e sentidas condolências, partilhando a dor e consternação neste difícil momento.

Obrigado por tudo e até sempre Sequeira...

formacaofarense disse...
4:55 da tarde

AS Escolas de Formação do S.C.Farense (treinadores, directores e atletas) endereçam á família de Joaquim Sequeira as sentidas condolências.

Obrigado e ATÉ SEMPRE...

Fernando disse...
6:15 da tarde

Passado o momento surpresa da morte, completamente inesperada, do Joaquim Sequeira, há que recordar que foi uma figura do clube dos anos 60/70.
Vi-o actuar no campo do Casa Pia na última jornada, comandando os nossos atletas.
Quem diria que seria a última vez ?
Em 1969 também estive no mesmo campo, onde jogou na final, com o campo a abarrotar, com o União de Lamas que nos levaria à 2ª divisão.
Depois voltámos a subir, desta vez para a divisão maior.
A estes grandes momentos da história do Farense esteve o Sequeira ligado.
Um ano depois voltámos a subir, desta vez para a 1ª divisão.
Como atleta e como técnico merece ser recordado entre os nossos maiores.
Até sempre amigo Sequeira e que descanses em paz.

F. Neves

Nuno disse...
12:25 da manhã

É com enorme tristeza que vejo partir mais um grande SENHOR. Tive o privilégio de o conheçer pessoalmente e de privar com ele. É uma pessoa que nunca vou esquecer, pois ele foi simplesmente o meu 1.º treinador, nas Escolas do S.C.Farense. Quero deixar uma palavra de solidariedade e conforto à sua familia e a todos os que sofrem com o seu desaparecimento.
Até Sempre!

Nuno Ramos

Jorge Esberard disse...
4:09 da manhã

E aquele moço,mais novo que eu 2 anos,salvo erro um dos 4 irmãos da família Sequeira,sendo ele o mais novo,viria a ser o meu sucessor(já não tenho bem presente se ele se o Helder Larguito),numa célebre equipa de jovens, então treinada pelo Reina,no lugar de defesa-esquerdo.O Sequeira,tal como muitos da nossa geração, foi um dos que nasceu para o futebol começando precisamente ali no Alto Rodes onde muitos de nós participámos em alegres, mas renhidos, despiques de futebol de rua ora na Horta do Xixo,ora no Alto da Caganita,ou no Largo da Emissora,ou ainda na Carreira de Tiro e em frente dos armazéns do João Pires,na "baixura" como lhe chamávamos.Fui para África,sempre acompanhei a carreira dele, e com uma ponta de inveja lá dizia para os camaradas de armas que o Sequeira me substituíra...Há coisa de um ano atrás,frente ao Mercado,sentámo-nos na esplanada a beber uma bica e falando de coisas comuns, outras banais,dizia-me já "estar cansado desta vida de futebol" e que após sair do Beira-Mar,estava pensando "arrumar as botas".Sacrifícios já tinham sido muitos e se "tivésse que fazer mais alguns seria por último no Farense".Efectivamente assim foi,amigo Sequeira!Quando me deslocar ao "nosso" Estádio de S.Luís já não vou poder dar-te um "berro" de saudação ou aquele acenar de braços que os dois trocávamos de certo modo cúmplice!A pôrra da vida tem destas ironias,e estou mesmo a vêr no teu jeito brincalhão mas sisudo,que a "divindade" (ou a mãe-natureza) bem poderia esperar um pouco mais para que tu pudesses prolongar o tal sacrifício!E,agora se servir de alento,pelo menos não quero deixar de te dizer que para onde vais, todos iremos de certeza,e então,quando nos reencontrar-mos quero voltar a dar-te aquele abraço, grande e fraternal.Até sempre Sequeirinha!
À familia enlutada o meu grande e sincero sentidos pêsames.
Jorge Esberard

P. disse...
11:12 da manhã

Um abraço solidário à família Farense em nome do blog "Portimonense 1914".

luis gomes disse...
1:32 da manhã

Obrigado Sequeira!!!

Luís S disse...
4:18 da tarde

Os meus sinceros pêsames à família do Joaquim Sequeira.

Luís

 

Copyright 2009 All Rights Reserved Blog Leões de Faro optimizado para 1280 x 768 px