domingo, janeiro 17

Quarteirense empata Farense


11 comentários
Quarteirense 0-0 Farense

O Farense empatou a zero em Quarteira esta tarde e viu o primeiro classificado distanciar-se na classificação, já que o Juventude de Évora venceu os seu jogo em casa.

Foi um jogo equilibrado, que no entanto não foi fechado, sendo que a vitória poderia ter caído para qualquer um dos conjuntos. A equipa da casa permitiu que Gonçalo defendesse uma grande penalidade, o Farense viu um golo anulado por suposto fora de jogo que deixou muitas dúvidas, até aqui se pôde ver o equilíbrio.

O Farense foi quem começou melhor, logo no ínicio da partida Alvarinho descaído para a direita do seu ataque desenvencilhou-se bem de um defesa contrário e atirou forte às malhas laterais. Pouco tempo depois foi Luís Lopes a cabecear mas o guarda-redes da casa estava bem posicionado entre os postes e não teve grande dificuldade em parar a bola. À passagem do vigésimo minuto de jogo, o Quarteirense incomodava pela primeira vez Gonçalo, este não segurou um bom remate de fora da área, e na tentativa de recarga o atacante da casa cometeu falta sobre o guardião farense. Aos 25 minutos de jogo, Norberto bem posicionado na grande área quarteirense atiraria à figura e pouco depois num choque de cabeça aparatoso Bruno caíria sem apoio e seria obrigado a ser substítuido. O atleta saíu do estádio de maca e com colar cervical, sendo que à hora desta publicação encontrava-se no hospital a fazer os exames normais nestas situações. O blog Leões de Faro endereça o desejo de rápidas melhoras ao atleta Bruno. À beira do intervalo, o árbitro do encontro por indicação do fiscal de linha, apontaria para a marca de grande penalidade, por pretensa mão na bola de Luís Lopes. Markito atiraria colocado para a esquerda de Gonçalo mas este fez uma excelente defesa. Chegaríamos com o nulo ao intervalo e com uma boa ocasião desperdiçada pelos da casa para se adiantarem no marcador.

Na segunda parte o Farense tentou entrar a mandar mas foi o Quarteirense que aos 48 e 52 minutos dispôs de 2 cruzamentos em que a bola cruzou a pequena área farense sem que ninguem aparecesse a concluir. A partir dos 20 minutos da etapa complementar o Farense pegou finalmente no jogo e poderia ter-se adiantado no marcador num cabeceamento dum defesa quarteirense na direcção da sua própria baliza mas que o guarda-redes conseguiu defender quando na bancada já se gritava golo. A 15 minutos do final foi Alemão que á boca da baliza não conseguiu desviar um bom cruzamento de Norberto. Aos 77 minutos o lance polémico do jogo, Álvaro marca um livre na direcção da baliza, o guarda-redes afastou a bola, no lance de insistência após novo cruzamento atrasado Róró atira para o fundo das redes. O mesmo fiscal de linha que havia assinalado a grande penalidade favorável aos da casa, levantou a bandeirola e anulou o golo. O Farense continuou a atacar e Róró na sequência de um canto, à boca da baliza desperdiçaria atirando de cabeça por cima. Até ao fim do jogo pouco mais de relevante se passou sendo que o Quarteirense nunca abdicou de sair rápido em contra-ataque colocando a defensiva farense em sobressalto.

O Farense realizou uma exibição agradavél mas contou com a boa oposição dos seus vizinhos de Quarteira. O resultado ajusta-se ao que se passou no relvado, e apesar do Farense deixar fugir o primeiro lugar pode na próxima semana chegar à segunda posição se vencer os Pescadores da Caparica no São Luís.

Comments

11 comments to "Quarteirense empata Farense"

rodriguesdidier disse...
6:27 da tarde

nao ha possibilidades de se ler um resumo deste jogo?Para ja é um mau resultado para o Farense;se queremos subir,nao nos podemos permitir de nao ganhar a pequenas equipas.

Pedro_Luz disse...
8:37 da tarde

está um resumo á tua frente amigo.

João Piti disse...
10:12 da tarde

O jogo entre os Pescadores e o Esp. Lagos ficou 1-1. Perdemos 2 pontos para o 1º, mantivemos a distância do 2º.

João Piti disse...
10:29 da tarde

Corrijo, o jogo Pesc. Caparica - Esp. Lagos terminou 0-0 e não 1-1.

Eroque disse...
11:21 da tarde

O Quarteirense manteve-se sempre muito fechado atrás e o Farense teve muitas dificuldades em criar ocasiões de golo claras. A maneira do Farense jogar causa alguns problemas na retaguarda, quando as equipas adversárias são rápidas no contra ataque, pois criam situações de 3 para 3 que, com aconteceu hoje por mais de uma vez... Se nos lembrarmos que o Pescadores é uma equipa de contra ataque (pelo menos na 1ª volta assim deu a entender), com um rapidissimo Tó Zé, temos que ter algumas cutelas no próximo domingo se não quisermos sofer um dissabor igual ao do ano passado...

rodriguesdidier disse...
7:56 da manhã

Pedro _Luz se fosses um bocadinho mas aberto de espirito terias compreendido que o meu comentario foi enviado antes da publicaçao da cronica.Ha momentos de Solidao.Nao?.

Óscar disse...
11:12 da manhã

Caro Arsénio
Tenho acompanhado os seus comentários, que por vezes me deixam perplexo perante algumas das suas contradições.
Num comentário o sr. reclama por mais qualidade, referindo-se aos Juniores, a fim de podermos competir em pé de igualdade com os outros.
Noutro comentário, já refere que, quanto a despesas, elas são gastas com os ordenados, com os juniores e com a arbitragem quando fazemos jogos em casa.
Explicando para o sr. que está longe e poder entender:
As despesas do Farense são representadas por:
Ordenados de funcionários, onde se inclui pessoal administrativo, motoristas, roupeiro, tratador de campo.
Já lá vamos aos jogadores, mas antes passemos por aqueles que os põem a jogar e tratam deles:
Treinadores (1 dos Seniores e 1 dos Juniores), massagistas (1 dos seniores e 1 dos Juniores) restante equipa técnica dos Seniores (3 elementos)
Depois temos os jogadores, seniores, cujos subsídios mensais têm de ser pagos. De referir, no entanto que segundo as indicações que tenho, nenhum recebe mais de 500 euros por mês.
Depois temos, despesas relacionadas com o futebol (sénior e júnior):
Refeições em dias de jogos: Nunca menos de 300 euros
Pagamento ao motorista, deslocações, cerca de 150 euros e para levar a equipa para o Estádio Algarve, 50 euros
Deslocações dos juniores em caso de ser necessário pernoitar, cerca de 1000 euros.
Despesas com os jogos em casa dos Seniores (organização de jogo): Entre 700 a 1000 euros, conforme a força policial.
Outros pagamentos:
Ordenados (subsídios, honorários, prémios, chame-lhe o que quiser) aos professores de ginástica, Capoeira, Ballet, Takemdoo, Basquetebol.
Embora já haja modalidades cujos valores a pagar aos professores são de acordo com o número de atletas que as praticam esses pagamento têm de ser incluídos nas despesas.
Luz: cerca de 3.500 euros mês
Outras despesas: Relva, mecânica, manutenção de umas instalações envelhecidas: pode apontar aí cerca de 1000 euros por mês.
Bom, vamos lá falar das receitas:
Quotização: Em meses bons será provavelmente, entre os 7 e os 8 mil euros
Pagamento pela prática de diversas modalidades (Ginástica, Ballet, Basket, etc, e escolas de futebol): cerca de 3.500 a 4.000 euros mês.
Patrocínios: Se no início da época entraram nos cofres do clube 30.000 euros já deve ter sido bom.
Depois o que resta?
A mendicidade!
Mendiga-se aqui e ali, junto de sócios, grupos de sócios, sócios mais abonados, etc., para ir aguentando as despesas.
Isto são as ilações que uma pessoa que vive em Faro há mais de 50 anos e tem acompanhado a vida do Farense.
Qualquer dúvida ou se vier cá, mande-me um mail, para: oscarpintocosta@gmail.com

Edite disse...
4:30 da tarde

No resumo do jogo contei 4 oportunidades de golo para Quarteirense e 7 para o Farense (quase o dobro), no entanto, na crónica diz-se que que qualquer uma das equipas podia ter ganho. É uma opinião...com a qual não concordo de modo nenhum. Só houve uma equipa em Quarteira que procurou ganhar o jogo e esta foi o Farense, indiscutivelmente. A outra limitou-se a jogar para o empate, pondo sempre todos os jogadores atrás da linha da bola. Na primeira parte, poucas oportunidades se registaram, mas o Farense esteve sempre a dominar. Na segunda parte, entrámos muito fortes, jogando a toda a largura e profundidade do terreno, surgindo "n" situações para se concretizarem golos (que falta nos fez o Bruno!). Ele até aconteceu, mas foi anulado pelo mesmo fiscal de linha que já, antes, tinha visto uma bola a bater na barriga do Luís Lopes e assnalou penalty contra nós... Por isso, não me espantou a anulação de um golo completamente limpo, quase a terminar o encontro. Relembramos, sem comentários acrescidos: os nossos 3 últimos jogos foram apitados por árbitros de Évora! É caso para asdvertir que não pensem por ora no Juventude de Évora,que, depois, ajustaremos contas.O importante é, neste momento - e para isso faço um apelo forte a todos os farenses - concentrarmo-nos no próximo jogo, em casa, contra os Pescadores da Costa da Caparica, que esse, sim, poderá catapultar-nos para uma posição de subida de divisão.
FORÇA FARENSE E FARENSES!
Rui Esteves

ALG disse...
5:17 da tarde

Jogo bastante disputado, embora não com muitas oportunidades claras de golo.

Na primeira parte contei 2 do Norberto e na segunda 3 jogadas flagrantes, 1 perdida do Alemão, uma defesa incrível do GR do Quarteirense a uma cabeçada do Róró e um golo limpo e mal anulado ao mesmo Róró.

O Quarteirense bateu-se bem, tentou jogar o jogo pelo jogo e os seus dirigentes não tiveram as atitudes vergonhosas de anti-jogo como aconteceu em Castro Verde e Monte Gordo.

Os bilhetes também foram mais acessíveis e houve divisão de adeptos, por isso mesmo os meus parabéns ao Quarteirense pela forma como o jogo foi organizado.

Quanto à nossa equipa, gostei de a ver sobretudo na 2.ª parte, o Alemão pode não ser um goleador, mas de facto segura melhor a bola, joga para e equipa e abre espaços para os colegas.

Regra geral todos os nossos jogadores estiveram bem exceptuando o Luis Afonso que não se viu, muito bem substituído pelo Rui Esteves que se apercebeu dessa lacuna.

Espero as melhoras do Bruno e que não seja grave, agora temos que ganhar aos Pescadores e apelar ao nossos adeptos para que não fiquem em casa.

ALG

rodriguesdidier disse...
8:46 da manhã

Caro Oscar comentario bem explicativo,mas como você eu também fico dubitativo.Se compreendo bem a Câmara financia o desporto ou melhor as actividades amadoras do Farense ;eu nao quero acreditar que no amadorismo ha salarios,ou recompensas que sejam superiores ao salario minimo nacional,e se as ha o que me confirma porque razao todos os atletas do Farense nao auferem?O Futebol nao é amador?Ha aqui qualquer coisa que nao bate certo.Eu nao acredito que sejam os jovens que custam dinheiro ao Farense;estes até pagam cotisaçoes.Nao?Ora bem apresenta e bem as despesas,pois é ai que tem que se fazer economias e cortar imediatamente essas bebesses aos Seniores.Para ir ao Estadio Algarve sao 150 euros?Os jogadores nao podem ir com os proprios carros?Nao sao amadores?Mas em todo o caso vou por intermédio do mail que me deixa conversar mais consigo pois parece-me estar bem posiconado para responder.Mais uma vez também fico perplexo e tento compreender o que vocês entendem por amadorismo.

rodriguesdidier disse...
8:49 da manhã

Nao bebesses,mas sim benesses.Desolado pela acentuaçao mas deve compreender que tenho um teclado estrangeiro.

 

Copyright 2009 All Rights Reserved Blog Leões de Faro optimizado para 1280 x 768 px