sábado, junho 13

Assembleia geral na próxima Quinta-Feira


19 comentários
Foi convocada uma assembleia geral para a próxima Quinta-feira, dia 18 de Junho pelas 20:30h no Pavilhão do Sporting Clube Farense. Serão discutidos os seguintes pontos:

  • Procura por uma solução alternativa para a difícil situação financeira do Farense dado o fracasso do 2º concurso para a venda do São Luís

  • Sem a venda do São Luís, não será possível ao clube assinar já a acta final do Processo Extra-judicial de Conciliação, que lhe ia permitir pagar as dívidas aos principais credores fora dos tribunais.Para o fazer, o Farense terá de encontrar uma forma de pagar as dívidas, que são na sua larga maioria ao Fisco e à Segurança Social, para evitar processos judiciais.

A presença na Assembleia será permitida aos sócios com as quotas em dia.

Comments

19 comments to "Assembleia geral na próxima Quinta-Feira"

Anónimo disse...
12:17 da manhã

Sem saber qual a decisão do Sr. Aníbal em relação ao futuro do clube, penso que uma das possíveis soluções pode passar pela criação de um "novo" Farense, à imagem do Salgueiros 08. Começar do zero, sendo o mesmo clube.

Penso que é uma solução a ter em conta, sem que se perca mais tempo neste marasmo.

Estou certo que irão aparecer adeptos dispostos a ceder terrenos para futuras instalações do clube a criar, bem como a autarquia de Faro poderia voltar a financiar, na medida possível, um clube que é muito mais do que futebol sénior.

A ver vamos...

Ferreira disse...
9:42 da manhã

Essa solução seria a mais óbvia, mas sempre foi rejeitada, rechassada e descredibilizada pelos anteriores administradores da SAD.
Porquê? porque criando-se uma nova entidade, associada à imagem do clube Farense, teriam de PAGAR A MÁ GESTÂO, do Farense e da SAD dos últimos anos, do seu proprio bolso, e esta solução da venda do estádio serve para isso mesmo, limpar a porcaria e o nome de todos os que contribuiram para este estado de coisas.

Claro que uma nova designação SEMPRE associada ao FARENSE, teria muitas vantagens uma vez que a nivel finamceiro saneava todo e qualquer passivo, e a nivel desportivo ficava com o lugar da equipa na 3ª divisão por cedencia.
Na pior das hipóteses começava do zero outra vez, mas creio que não é necessário.

Sempre defendi esta solução, mas na altura havia muitos ex-dirigentes contra a ideia, dizendo ser impossivel.
Depois veio o Salgueiros 08.... e já tudo é possivel.

arsenio disse...
2:15 da tarde

A quanto se eleva a divida fiscal (Ao stado e Segurança Social)?

JoaoC disse...
2:56 da tarde

Expliquem-me lá uma coisa, o Farense ao recomeçar do nada não recomeça também sem nada? ou seja sem património, uma vez que estádio, pavilhão e edificio-sede serão "rifados" para o pagamento das dívidas? Em que medida o património do clube não é superior ao das dívidas? Eu acho que é, logo acredito que o clube tenha viabilidade, enquanto que um clube que recomece do zero não tem nada, vai perder aqueles que já não se vão identificar com o clube para além de não ter meios financeiros para levar o clube a uma divisão digna com a sua importância a nível nacional. Se estou enganado peço desculpa, mas um clube novo de forma alguma ia ficar na 3ª divisão no lugar do Farense e teria de recomeçar de novo.

Anónimo disse...
3:12 da tarde

Eu também já falei nessa solução, mas só deve ser considerada quando já não houver qualquer outra solução.
Até poderia ser FARENSE 1910, como fez o Salgueiros 08.
Mas eu não desejo isso de modo algum, só em último recurso.
Apele-se na assembleia aos homens da " masssa". Não pode ser só o Aníbal Guerreiro a arcar com as despesas.
Este homem está a dar tudo e mais que tudo ao Farense e, mais não lhe podemos exigir.
O mais importante é a sobrevivência do Farense, tanto mais que estamos a um passo dos cem anos.
Os políticos, candidatos autárquicos, também têm de se empenhar numa solução. Não é só aparecer quando lhes convém.
Gostaria de estar presente na Assembleia, mas a distância impede-me.
Até já pensei em passar procuração, mas parece que não é possível. Ou será ?
Espero que tudo decorra em boa ordem e seja encontrada a solução para a resolução dos problemas do Farense.

FARENSE, FARENSE, FARENSE.

F. Neves
Sócio nº 75

Ferreira disse...
6:04 da tarde

JoaoC, basta visitar o Blog do Salgueiros 08, para ver que os adeptos aderiram e até antigos atletas voltaram.

Este é um processo que tem de partir de dentro para fora, e não ao contrário.

Deve nascer do Farense, como um filho que dá continuidade à sua ascendencia.

Legalmente os juristas que decidam se é ou não possivel a manutenção a partir da III divisão, e os bens devem, na medida do possivel, reverter para este "filho".

Já agora, os "filhos" não herdam dividas....

A CM FARO também pode e deve apoiar uma solução deste tipo, embora também creia que deverá ser a última opção.
Agora, que não aconteça quando for tarde demais e tiverem perdido o património que seria suposto vender, os atletas(juniores e seniores), e as conquistas desportivas até aqui alcançadas.

Cuidado com isso.

JoaoC disse...
7:29 da tarde

Ferreira, o norte do país é totalmente diferente do sul, o Salgueiros teve o apoio das mais variadas empresas, nos não temos o apoio de ninguem, principalmente agora com um clube algarvio na primeira divisão, os apoios vão todos para lá.

Anónimo disse...
9:12 da tarde

Já agora, os "filhos" não herdam dividas....ora quem assim pensa,nadasabe!Não herda a dívidase não receber(herdar património)dos seus ascendentes,o que é lógico,e como bem disse alguem em cima,o valor total do património do SCFarense é muito superior à dívida,esmagadoramente constiituída pelos juros absurdos que o fisco e a segurança social cobram,chegando ao paradoxo de cobrar juros de juros...!Assim o Salgueiros nasceu sob outro nome por não ter já qualquer património.Quanto aos que contribuiram pela má gestão era bom que se apurasse definitivamente a verdade para não serem todos metidos no mesmo saco e há sócios tão ou mais responsáveis do que a maioria dos ex directores que o grande crime de que são acusados é de darem tempo e dinheiro ao seu amado clube,mas a má língua é traiçoeira e eu fum um dos que,não deixando de ser sócio,deixei de vez de,ainda com o clube na 1ªdivisão,de contribuir com o meu trabalho e dinheiro.JP

Anónimo disse...
9:29 da tarde

alguem me explica porque é que na altura a proposta da Retail Parks de Portugal SGPS nao foi aceite?

é que claramente aquela proposta tinha tudo para acabar com este ciclo negro....

Anónimo disse...
9:45 da tarde

Caro Arsénio,

O passivo do Farense, não sendo números totalmente certos, ronda os 12 milhões de euros.

Vamos aguardar pela AG e depois decidir o que fazer.

Na minha opinião não é mais possível manter este marasmo no clube, que fará com que o Farense aos poucos morra..

Tiago

SamM disse...
10:16 da tarde

As dúvidas aqui expostas face à questão da "transmisssão" do patromónio duma entidade para a outra e também da possibilidade de se inscrever directamente na terceira divisão parecem-me pertinentes e seria bom que esta questão não fosse tratada com leviandade, pois são situações muito delicadas e que podem hiotecar de vez o futuro do Farense, (isto no caso do património).

Mas no meu entender, choca-me em parte a ligeireza com que se trata da questão fechar um clube a abrir outro, sem se pensar que, assim não pagaremos aos credores e se fugirá deliberadamente às responsabilidades para com o Fisco, Segurança Social, Fornecedores, Jogadores, etc, etc, etc, o que na minha modesta opinião, me parece eticamente reprovável e só aceitável em último caso. Desculpem a comparação mas isto faz me lembrar os multiplos stands de usados que aparecem junto à EN125, realizando negócios pouco sérios, que duram assim 1 ou 2 anos, e abrem de novo com outro nome, noutro local diferente, fugindo às responsabilidades das asneiras feitas no passado. Bem sei que o SC Farense é uma marca legendária e centenária mas tomar esta decisão de ânimo leve, remete-me para um pensamento desta natureza. E com isto não me quero colocar ao lado dos antigos dirigentes, pois creio que os causadores desta situação (e eles sabem quem são) deviam ser os primeiros a assumir as responsabilidades deste colapso financeiro em que o Clube está metido.

Por último, e porque já o expressei neste espaço várias vezes, será a criação dum novo Clube, a resolução do financiamento do futebol sénior na terceira divisão - fazendo fé que se poderá ocupar o lugar do "antigo Farense"? Porque mesmo com as dívidas esquecidas, necesitar-se à de dinheiro para fazer uma equipa e extrututar o novo Clube, mas se mantivermos esta dinâmica, não parece que vá haver solução para este probelma imediato...

Anónimo disse...
10:46 da tarde

Caro anónimo, pelo que li na comununicação social, a proposta do retail park nao foi aceite por causa do edificio sede, contudo axo a historia mal contada.

Poderá ler aqui : http://www.observatoriodoalgarve.com/cna/noticias_ver.asp?noticia=25246

Tambem sou da opiniao que esta proposta tinha limpado tudo.

GiggzZz

Anónimo disse...
8:48 da manhã

Era bom que fosse instalada uma comissao de inquerito independente e externa ,para efectuar as pesquisas e encontrar os principais responsaveis pela situaçao actual do Farense para que sejam estes que comecem por pagar a ma gerencia e administraçao.Para finançar os eventuais advogados,seria necessario que os socios e todos os adeptos Farenses participassem com donativos.deveria ser feita uma petiçao de assinaturas neste sentido,para ver como reagiam a camara e todos os antigos responsaveis e talvez alguns ainda actualmente.Como li num comentario,que dizia "que os filhos nao herdam dividas",nao estou de acordo.Estes podem é recusar a herança e as doaçoes se as dividas forem superiores a estas.Isto aqui onde me encontro,nao sei se a legislaçao é a mesma em Portugal.

Anónimo disse...
12:56 da tarde

Essa proposta foi do Alexandre Alves (ex-FNAC, ar condicionado), Retail Park, e, salvo erro, rondava os 20 milhões, mas englobava o edifício-sede.
Devia ter sido levada em conta, mas porquê, não sei.

F.Neves

arsenio disse...
2:39 da tarde

O comentario das oito e quarenta e oito é do Arsenio.tenho a sublinha-lo porque nao gosto de ser anonimo ,nao foi culpa de ninguem foi minha,nao pus o nome.segundo o comentario do Senhor Neves é necessario saber porque razao nao se chegou a acordo.sera que haviam interesses de alguem na direcçao?Deixo estas perguntas no ar.Um abraço a todos os Farenses.

Ferreira disse...
5:50 da tarde

As dividas herdam-se com o patrimonio, SE ESTE FOR TRANSMITIDO, E SE A ELE ESTIVEREM ASSOCIADOS ÒNUS OU ENCARGOS. OK?
Não brinquem com as palavras, e não queiram fazer dos outros parvos. ok JP?
Sei que nem todos os ex-dirigentes são iguais, mas cabe-lhes a eles marcarem a sua posição e distanciarem-se de quem errou.

Já agora, e não sei se estão lembrados mas os SS tinham na altura em que não havia futebol no Farense, pensado ou proposto a fusão com o extinto Algarve United, ficando com o lugar destes na 1ª distrital...
Dessa mesma forma que o Farense cederia lugar ao "novo" clube ou designação.

Escandalizem-se à vontade, mas uma coisa vos digo: podem ser tão Farenses como eu, mas mais não são.

Sou prático e objectivo e tenho mente aberta para esta solução.
Só isso.
Támbém tenho consciencia das dificuldades de ir por aí, por causa das mentalidades e de alguns interesses em manter as coisas neste estado.

Cumprimentos,

Jorge Camões disse...
6:55 da tarde

Bom se havia uma proposta de 20 milhões, concordo que tivesse sido levada em conta. Com o pavilhão municipal quase acabado e podendo as modalidades usufruir desse espaço e se a camara disponibiliza-se espaço no estádio Algarve para os serviços administrativos, era uma boa proposta, a ser verdade claro!

Jorge Camões

arsenio (France) disse...
9:27 da manhã

Amigo Ferreira se me permite;As dividas so se herdam se o herdeiro aceitar a herança; mais este pode recusar a herança ou doaçao se as dividas forem superiores ao patrimonio herdado ou a herdar.Espero que fique bem esclarecido.E nao estou a jogar com as palavras.Cumprimentos

Ferreira disse...
2:42 da tarde

Arsénio, a sua leitura é a minha, pelo que concordo e também sou da opinião que é assim que as coisas se passam.
Não sendo jurista, tento estar minimamente informado.

Força Farense.

 

Copyright 2009 All Rights Reserved Blog Leões de Faro optimizado para 1280 x 768 px