sábado, abril 11

Vitória cheia de garra e vontade!


9 comentários

O Farense recebeu e venceu, esta tarde, o segundo classificado Cova da Piedade, por 3 a 1, num jogo bem disputado e com resultado justo.

Primeira Parte:

Foi a equipa visitante a entrar melhor na partida, com uma sequência de 2 cantos a abrir e a empurrar a turma algarvia para o seu último reduto, ainda que sem criar qualquer lance de perigo para a baliza de Gonçalo. O Farense não demorou a reagir e à passagem dos 10 minutos Bruno numa jogada individual, descaído do lado esquerdo, tirou um defesa da frente e rematou à figura do guardião do Cova.

Aos 14 minutos surgiu o primeiro golo, com Bruno já dentro da área a passar de cabeça para Pintassilgo que, após um belo domínio descaído do lado direito do ataque dos Algarvios, centrou para o coração da área onde surgiu Bruno que com um cabeceamento em voo meteu a bola junto do poste.

Respondeu o Cova à passagem dos 18 minutos, através da marcação de um livre, com o João Frasão a falhar o cabeceamento por centímetros e poucos minutos depois foi Hernâni a evitar perto do risco de baliza aquele que parecia ser um golo certo.

Não marcou o Cova, -lo a equipa algarvia, novamente por Bruno, numa boa jogada entre Nascimento e Wilson, junto da linha do lado esquerdo do ataque, com este última a cruzar à entrada da área e a bola a sobrar para Bruno junto da marca de grande penalidade, após falha dos centrais do Cova da Piedade, que permitiu ao avançado rematar frouxo, mas colocado, aumentando a vantagem no marcador.

No minuto seguinte falhanço duplo pelos avançados do Cova da Piedade, com um primeiro remate à trave, beneficiando ainda de um desvio de Hernâni e na sequência do canto, uma grande defesa de Gonçalo.


O jogo chegava ao intervalo, com o Farense em vantagem graças à maior eficácia na finalização e com alguma sorte, num jogo no geral equilibrado.

Segunda Parte:

O Farense entrou no período complementar numa toada mais lenta, no intuito de controlar melhor o jogo e uma equipa da Cova da Piedade sem soluções para criar perigo junto da baliza de Gonçalo.

A Cova da Piedade acabou por reduzir distâncias ao minuto 57' após passividade da defensiva algarvia, cruzamento para o centro da área onde surgiu Juliano cheio de oportunidade a cabecear colocado, relançando a partida.

Aos 62 minutos o lance que marcou o resto do desenrolar do jogo. Ataque no lado esquerdo do ataque do Farense, com Barão a passar pelo defesa do Cova da Piedade, já no interior da área, e a cair, dando clara sensação de penalti. Opinião contrária teve o árbitro do jogo, que considerou simulação, mostrando o segundo amarelo ao capitão algarvio e respectivo vermelho. O Treinador Barão reagiu quase de imediato e tirou Nascimento para a entrada de Rui Graça, numa tentativa de dar maior robustez defensiva.

Mas o lance teve o condão de enervar os jogadores e adeptos, tornando-se o jogo quezilento, e com o juiz da partida a cometer erros sucessivos, conseguindo o Farense quebrar o ritmo do jogo, não permitindo à Cova da Piedade aproveitar a superioridade númerica.

Aos 83 minutos, o lance capital do jogo, Bruno consegue receber a bola no coração da área da Cova, apenas com um defesa na marcação, tentou um remate à meia volta tendo sido desarmado legalmente pelo oponente. Mais uma vez, o árbitro da partida viu o que mais ninguém conseguiu ver e marcou grande penalidade. Quem não desperdiçou a oportunidade foi Della Pasqua, rematando muito forte junto do canto da baliza da Cova, sentenciando o encontro. Na sequência do lance foi Luís Afonso a ser expulso depois de se ter dirigido ao assistente que acompanhava o ataque algarvio.

O Farense entrava para os últimos 5 minutos reduzido a 9 jogadores e Hernâni em dificuldade físicas notórias, mas ainda assim acabou por conseguir sair algumas vezes para o contra-ataque, terminando a partida após 6 minutos de compensação, conseguindo os leões de Faro uma vitória fundamental na luta pela subida, graças a uma exibição onde o querer e a garra ficaram bem vincadas.

Nota final para o árbitro da partida, com uma segunda parte cheia de erros e com decisões polémicas, acabando por ser protagonista.

Comments

9 comments to "Vitória cheia de garra e vontade!"

Ferreira disse...
8:14 da tarde

jogo sofrido, mas já só ESTAMOS A TRÊS PONTOS!!!!!!

Coragem!

Força Farense.

Anónimo disse...
8:23 da tarde

Tiago, o 6 do Cova era o Vasco Campos e o 15 o diogo gil! De resto está tudo bem feito, bom Trabalho

baleu disse...
10:57 da tarde

Jogo bem disputado.

1ª parte com entrada forte do Cova, com mais velocidade e boa troca de bola.

Farense algo na expectativa, mas venenoso e eficaz.

2-0 ao intervalo algo pesado para o Cove, mas fazendo jusitiça à eficacia Farense.

2ª parte esperava forte reacção do Cova, mas apareceram já mais cansados e lentos e Farense contolava bem.

O 2º cartão amarelo ao Barão é muito forçado.

Até admito que o arbitro não marcasse penalty porque o movimento foi para a bandeirola de canto, mas dar o 2º amarelo naquelas circunstâncias foi estragar o jogo.

Ao contrário do que se esperaria o Farense apresentou-se mais aguerrido e acutilante, não sendo de estranhar o 3º golo num lance que é duvidoso, mas nessa altura o arbitro estava pressionado talvez pelo erro mencionado atrás e assinalou.

Na sequência do festejo, o luis Afonso foi expulso de forma ingénua, pois dirigiu-se a alguem afecto ao Farense na bancada, mas teve o azar de ir na direcção do fiscal de linha, o que levou o arbitro ao entendimento de que foi provocar o fiscal e daí, bem mostrada a cartolina.

Afinal como sempre disse não é tarde e apenas 3 pontos distam do lugar de acesso à 2ªB.

No próximo em Évora será mais uma final!!!

Nuno disse...
11:41 da tarde

Excelente vitória do farense e bom trabalho do Tiago,parabéns.

Anónimo disse...
12:12 da manhã

Embora ao intervalo a diferença de 2 golos fosse talvez exagerada pois o Cova da Piedade também teve as suas oportunidades, sobretudo em lances de bola parada, a equipa teve presença e personalidade controlando o jogo. A vitória acabou por ser sofrida por culpa da equipa de arbitragem que quis ser protagonista. O amarelo ao Barão e consequente expulsão, por suposta simulação, parece-me um erro grave. O jogador toca a bola primeiro. O assistente está muito bem colocado, para julgar o lance...enfim. A segunda expulsão, deveu-se ao Luís Afonso ter saído do campo, para falar com o Edinho. Aí o assistente já viu e avisou o árbitro. Embora as regras possam ditar o amarelo, parece-me falta de sensibilidade na defesa do espectáculo. No penalty - sobre o Bruno - que dá origem ao 3º golo, o jogador tem a posição ganha, roda e está posição priveligiada para fazer golo, mas também tenho dúvidas. A jogar com 9 as dificuldades são maiores obviamente. Fica a vitória enaltecida pelo facto do Cova da Piedade ter tentado sempre jogar à bola. Força Farense!
Luís Rodrigues

CaroAlho disse...
12:22 da manhã

Bom trabalho Tiago, força nisso.

Grande vitória, pena os resultados das outras equipas não terem sido tão benéficos como na semana passada mas o nosso trabalho foi feito.

Este grafismo novo tá excelente.

Anónimo disse...
11:58 da manhã

Uma boa vitória, mesmo a jogar com 9 (ou 8, o Hernâni também estava diminuido fisicamente) mostrámos grande força, o Cannigia foi um exemplo disso correu que se fartou.

Só queria deixar o alerta para as expulsões estúpidas dos nossos jogadores, os cartões foram bem mostrados, é preciso mais atenção, nesta fase não se pode errar.

Para a semana ganhamos outra vez.

Anónimo disse...
4:57 da tarde

É só para dizer que o resultado é mais do que justo. O mesmo não se passa com as expulsões, principalmente a do Luís Afonso que apenas nos festejos do golo passou junto à rede e cumprimentou, em breves segundos, o Edinho que estava na bancada. O árbitro deve ter pensado que ele foi dizer alguma coisa ao assistente e deu-lhe o amarelo. Mas o assistente sabendo o que se passou devia ter dito ao árbitro, não lhe custava nada e tinha evitado uma injustiça enorme de um homem que simplesmente festejava um golo da sua equipa. Já o árbitro também devia ter visto que ia explusar um jogador por celebrar um golo...são coisas deste tipo que estão mal no futebol! Já agora o penalti sobre o Bruno, não sei se foi assim tão forçado, eu estava atrás dessa baliza e vi o Bruno a tentar rodar para ficar de frente para a baliza e rematar, sempre com o jopgador do Cova da Piedade agarrado (agarrado mesmo) a si, fazendo-lhe frente, o Bruno ao tentar jogar caiu. Claro que um defesa tem que fazer isso mesmo, ou seja defender a sua baliza, mas parece-me que o fez de forma ilegal, como disse atrás da baliza não me pareceu assim tão forçado.
Força Farense!!

ricardo disse...
10:12 da tarde

ai q os velhos do restelo estão a desaparecer.
""A que novos desastres determinas
De levar estes reinos e esta gente?
Que perigos, que mortes lhe destinas
Debaixo dalgum nome preminente?
Que promessas de reinos, e de minas
D'ouro, que lhe farás tão facilmente?
Que famas lhe prometerás? que histórias?
Que triunfos, que palmas, que vitórias?"

as vitorias estão aí ... Força malta

 

Copyright 2009 All Rights Reserved Blog Leões de Faro optimizado para 1280 x 768 px