terça-feira, dezembro 9

Incidentes em Évora


3 comentários
E-mail direccionado ao Leões de Faro a pedir divulgação:

"

Saudações,

Vou aqui deixar o testemunho do que passou em Évora na tarde de domingo antes, durante e pós o jogo Lusitano de Évora - Farense. Sou um Ultra anónimo do Sporting Clube Farense.

Factos: Chegada ao novo complexo desportivo do Lusitano às 14.15 do dia 7 de Dezembro, num autocarro com 45 ultras

-Entrada no campo às 14.30 com bilhetes de cartão jovem de 3,5€, nesse momento uma grande chuvada abateu sobre o local.

-Ultras refugiam-se na cobertura da tribuna da única bancada, local usado para a imprensa e sistema de som do campo.

-Observei que o responsável pelo policiamento era uma sub-chefe, enquanto a colocação de faixas já gritava com os ultras para eles saírem do local de abrigo da chuva.

-Depois das ameaças da mesma senhora em intervir na equipa de arbitragem com o objectivo de adiar o começo de jogo por falta de condições de segurança, os Ultras, depois da chuva abrandar, cederam.

- Recolocação de uma faixa, e nova posição dos Ultras na bancada, imediatamente atrás do banco de suplentes do Sporting Clube Farense.

- Começo do jogo às 15h, devido a pressões de alguns supostos sócios do Lusitano, a sub-chefe exige aos ultras para não colocarem os pés em cima das cadeiras de plástico.

- Ultras ignoram e apenas concentram no apoio vocal à equipa.

- A sub-chefe ameaça que ao intervalo colocará os ultras num local do estádio, nem que levasse um a um.

- Os elementos policiais passaram de 4 antes do jogo a 16-18 até ao intervalo, incluindo secção de transito e elementos de investigação criminal.

- Até ao fim do jogo, 2 ultras foram os da bancada, sem qualquer motivo e usado uma táctica do engano: a sub-chefe pede para falar com um ultra e depois de transpor a barreira policial e isolado do grupo, é colocado fora da bancada.

- A mesma senhora usou um comportamento inexperiente, agressivo, autoritário, desrespeitoso, desleal e traiçoeiro.

- Fim do jogo às 16.55, nenhum comportamento violento foi visto nos ultras do SCF, guardadas as faixas e todo o material, caminhamos para o autocarro.

- Pela mesma forma de deslealdade a mesma Sub-chefe, detêm um ULTRA, forçando a entrada num carro da PSP e deslocando-se a alta velocidade levou para a esquadra.

- Houve depois alguma confusão, e na mesma um elemento policial não fardado agride (acidentalmente) outro elemento policial não identificado com um bastão flexível, toda esta situação, a sub-chefe, não esteve presente, deixando os seus homens sem comando no local.

- Saída de Évora com todos os Ultras às 18.00.


Agradeço a divulgação "

Comments

3 comments to "Incidentes em Évora"

Anónimo disse...
5:37 da tarde

Sou sócio do SCF e não sou membro dos SS, no entanto presenciei os factos descritos neste post. Fiquei estupefacto, assim como outros sócios do SCF presentes nesta mesma bancada.
Permitam-me acrescentar uma outra situação ocorrida c o motorista do autocarro que transportou os SS e alguns sócios SCF.
Logo à entrada, junto à bilheteira um local pediu para o motorista recuar o autocarro para poder entrar no lamaçal (parque de estacionamento PAGO 1€). O motorista educadamente acedeu ao pedido, quando de repente aparece esta mesma senhora num veículo da PSP, aos gritos com o motorista da EVA "Você é polícia sinaleiro".
Mais esta mesma senhora andou ao pontapé c um objecto de fumo, atirando o fumo para cima dos sócios SCF presentes na bancada q haviam pago o bilhete a 8€.
Como cidadão fiquei ainda mais estupefacto quando chegaram elementos da BT e da Polícia de Investigação Criminal.
Quando tudo era simples de se resolver,esta senhora agente parecia uma louca num clima de guerra.
Espero q para a próxima tenha mais calma, minha senhora.

LFS
Sócio do SCF

Carlos disse...
6:38 da tarde

Este comentário foi removido pelo autor.
RRoque disse...
8:34 da tarde

Como sócio do Sporting Clube Farense e leitor habitual do blog Leões de Faro, tenho de tecer algumas considerações a este post.

Sou desde 18 de Novembro, presidente demissionário da direcção da Associação South Side, facto que não impede a minha presença na bancada no apoio à minha equipa do coração e porque não tenciono abadonar a Associação South Side em todas as suas actividades.

Foi eu o "ULTRA" alegadamente detido pela PSP, digo alegadamente por no final do jogo entre o Lusitano de Évora e o SC Farense, foi pedida a minha identificação e como por lapso da minha parte não tinha posse de nenhum documento de identificação (BI) foi escoltado até à esquadra da PSP para completar o processo de identificação da minha pessoa.

A mais que falada sub-chefe da PSP que comandou o policiamento obrigatório do jogo acompanhou-me até à esquadra de Évora.

Fui tratado com educação e não tenho qualquer conhecimento da confusão que aconteceu com refere o post acima colocado.

Tenho por perfil colaborar com as forças da ordem sempre que acho oportuno e sempre que solicitado, como qualquer cidadão portugues deve fazer a bem da ordem publica.

 

Copyright 2009 All Rights Reserved Blog Leões de Faro optimizado para 1280 x 768 px