sábado, dezembro 22

Saíu o tiro pela culatra aos ilhéus


0 comentários

1-0 por Bruno aos 6 minutos, numa boa troca de bola entre os jogadores da equipa da casa, esta a chegar a Bruno que à entrada da área rematou colocado com a bola ainda a roçar o poste da baliza.

2-0 aos 13 minutos por Caras numa arrancada em velocidade passou por meia equipa do Culatrense e num bom remate colocou a bola no fundo das redes adversária fazendo um golo de belo efeito.

3-0 aos 40 minutos por intermédio de Brasa, num lance algo confuso dentro da área dos ilhéus, a bola chega aos pés de Brasa que na linha de pequena área não teve dificuldades em fazer o golo.

4-0 por Túlio aos 50 minutos de jogo, numa jogada de insistência pela esquerda do ataque farense, Brasa fez o passe atrasado para Túlio só ter de empurrar para fazer o seu primeiro golo ao serviço do Farense.

4-1 aos 74 minutos, num passe a desmarcar, Bia sem deixar cair no chão a rematar de pé esquerdo sem dar hipóteses de defesa a Costa.

5-1 aos 84 minutos por Bruno, na sequência de um pontapé de canto, este a aparecer ao primeiro poste a desviar de cabeça fazendo o seu 2º golo no encontro.

6-1 aos 90 minutos por Bruno, aproveitando a inércia defensiva dos forasteiros, a conseguir isolar-se e na marca de grande penalidade sem oposição a fazer o seu hat-trick.


O Farense presenteou esta tarde os seus associados com uma boa exibição e mais importante que isso uma goleada frente aos seus congéneres da ilha da Culatra. Este resultado permite que o Farense termine o ano a apenas 1 ponto de diferenCaras na disputa de bolaça do líder mantendo assim intactas as aspirações à subida de divisão, objectivo de resto traçado pela direcção no início da época.

O Farense entrou praticamente a ganhar e em pouco mais de 10 minutos já tinha resolvido o encontro. Com uma eficácia praticamente a 100% o Farense destacou-se no marcador perante um Culatrense que não incomodou a defesa da casa durante a 1ª parte do jogo. Foi no entanto uma 1ª parte algo monótona sem grandes situações de golo, um primeiro tempo que valeu essencialmente pelos 3 golos dos homens da casa.

A segunda parte do jogo iniciou-se praticamente na mesma toada com o dilatar do marcador. Brasa continua a demonstrar ser um jogador fulcral naO lance que resultaria no 4º golo do Farense estratégia de Carlos Costa, pois com a sua técnica e velocidade dá que fazer ás defensivas adversárias, e ao contrário do que aconteceu no início de época parece agora unir a sua melhor capacidade fisíca à sua técnica o que faz com que seja um jogador a merecer atenções especiais por parte dos adversários. O Culatrense conseguiu criar perigo na 2ª parte ao enviar 2 bolas à trave da baliza de Costa, no entanto tal foi insuficiente para impedir o desnível final no marcador. Após uma fase melhor dos visitantes que culminou com o único tento dos ilhéus, Carlos Costa procedeu a alterações, reforçando o meio campo e o Farense pegou de novo no jogo, conseguindo chegar mesmo à meia dúzia de golos e terminar o ano em grande.

O Farense continua em crescendo, rubricando cada vez melhores exibições e demonstrando que há valor na equipa, valor esse que a certa altura foi posto em causa pelos resultados menos bons. O jogador Barão estreou-se hoje na equipa de Faro, provindo do Campinense de Loulé. Fez uma exibição sem dar muito nas vistas mas equilibrada. Poderá ser uma mais valia para o Farense no ano que se avizinha. O árbitro Sérgio lopes fez uma arbitragem sem erros de maior.

Comments

0 comments to "Saíu o tiro pela culatra aos ilhéus"

 

Copyright 2009 All Rights Reserved Blog Leões de Faro optimizado para 1280 x 768 px