segunda-feira, setembro 1

Nem o golo madrugador embalou o Farense para uma exibição conseguida...


1 comentários
O Farense e o Sporting de Braga B empataram este domingo 1-1, em jogo da quinta jornada da Segunda Liga, disputado no Estádio de São Luís, em Faro, onde de pouco valeu aos algarvios o golo no primeiro minuto. Ainda a frio, com 30 segundos de jogo, Fábio Gomes aproveitou a primeira oportunidade para marcar, o que permitiu à equipa da casa alcançar um domínio que viria a manter-se durante a primeira parte, embora sem tradução no marcador.

Carlos Fortes protagonizou a primeira jogada perigosa do Braga, aos 26 minutos, mas não conseguiu igualar, façanha que viria a alcançar aos 65 minutos. O jogador do Braga fez um primeiro remate, defendido pelo guarda-redes, mas não perdoou na recarga e restabeleceu o empate. Ao contrário da primeira parte, na qual o Farense esteve superior e com uma eficaz estratégia defensiva, o Braga ganhou novo ânimo no segundo tempo, mostrando-se mais rápido e protagonizando vários lances de perigo.

Após o golo do Braga, o Farense tentou reagir, com várias jogadas perigosas, nomeadamente, aos 75 minutos, num lance de que poderia ter resultado o segundo golo da equipa da casa, não fosse o bom posicionamento dos defesas do Braga. Matthew, que entrou aos 77 minutos, também teve uma boa oportunidade de marcar o segundo golo do Farense, logo após a sua entrada, mas não conseguiu evitar o primeiro empate dos algarvios, após duas vitórias e duas derrotas.

Jogo no Estádio de São Luís, em Faro.

Farense 1-1 Sporting de Braga B

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores: 1-0, Fábio Gomes, 1 minuto. 1-1, Carlos Fortes, 65. Equipas:

Farense: Ricardo, Carlitos, Diogo Silva, Wei, Hugo Luz, Hernâni, Carlos, Neca (Matthew, 77), Bruno Gonzalez (Márcio Madeira, 51), Adelaja (Bruno Carvalho, 62) e Fábio Gomes. (Suplentes: Bento, Matthew, Kiki, Márcio Madeira, Edinho, Bruno Carvalho e Ventosa.

Treinador: Pedro Correia.

Sporting de Braga B: Tiago Sá, Oto'o Zue, Pedro Eira, Hugo Basto, José Gomes, Nuno Valente, Djibril Zid (Luís Silva, 90+1), Piqueti Silva, Carlos Fortes (Rui Correia, 72), Fábio Martins (Jorge Fernandes, 77) e Rambé Jorge.

Suplentes: José Costa, Agdon, Elton Monteiro, Gonçalo Silva, Rui Correia, Luís Silva, Jorge Fernandes.

Treinador: Fernando Pereira.

Árbitro: Luís Godinho (Évora).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Carlitos (3), Bruno Gonzalez (18), Fábio Martins (22), Djibril Zid (64), Márcio Madeira (71), Rui Correia (79).

Assistência: Cerca de 500 espetadores.

Comments

1 comments to "Nem o golo madrugador embalou o Farense para uma exibição conseguida..."

ADEPTO disse...
2:13 da tarde

E a vida continua...como já temos dito este campeonato vai ser vencido por quem mais se aproveitar dos erros dos adversários e menos errar,pois as equipas equivalem-se muito.Estamos melhor que no inicio,mas temos de limar algumas arestas ainda,sobretudo no capítulo defensivo no entendimento entre centrais e guarda-redes,na rapidez com que os nossos laterais tapam as alas e nos cruzamentos para a grande área onde Ricardo tem de ser mais decidido e ser o rei da área,No capítulo ofensivo e perante as florestas de pernas dos defesas adversários temos de tentar o remate à entrada da área.Adelja tem se esforçado e tem sido útil a defender,Neca mesmo sem o pulmão doutros tempos tá ficar indispensável no pensar do centro do terreno.
Foi pena não termos segurado os três pontos,mas não vale a pena chorar o leite derramado,há que aprender com os erros e tentar melhorar,pois não temos os milhões dos clubes ricos,que também deixam entrar perus. Quanto ao árbitro,volta a ser um "déjá vu" destes artistas que vêm com sermão encomendado e que foi excepção o de marvila.Veja-se tão simplesmente que com as mesmas substituições e paragens têm dado 5 minutos e este deu 4 minutos e como não bastasse não permitiu um último pontapé de ressaca que podia ter dado golo,após o defesa do braga ter ficado no chão a passar o tempo,para não falar do provável fora de jogo do jogador do braga no golo e da duplicidade de critérios,talvez sejam resquícios dos jogos de Évora que tinham dez minutos de prolongamento e 3-4 expulsões; mas contra isto nada a fazer, a não ser jogar e ganhar pois nem todos podem ter um jesus que lhes chama todos os nomes e ataca polícias quase impunemente...enfim futebois....platinis....havelanges....maradonas e mãos de deus.....FARENSE À VITÓRIA::::::::

 

Copyright 2009 All Rights Reserved Blog Leões de Faro optimizado para 1280 x 768 px