domingo, agosto 25

Lei seca?


4 comentários
Farense 0-0 Aves

Um Farense bastante perdulário somou este domingo o segundo "nulo" consecutivo, ao empatar 0-0 em casa com o Desportivo das Aves, em encontro da quarta jornada da Segunda Liga portuguesa.

A equipa algarvia foi sempre superior aos avenses e, mesmo em inferioridade numérica a partir dos 39 minutos, por expulsão de Nikola, só pode queixar-se de si própria por não ter concretizado uma das várias ocasiões de perigo criadas, somando agora 360 minutos sem marcar no campeonato.

O Farense, em busca da primeira vitória na prova, dominou durante toda a primeira parte, com o nigeriano Ibukun a assumir-se como a grande figura do conjunto algarvio, estando envolvido nas principais oportunidades. O médio ofensivo, a alinhar na posição de ponta de lança, teve nos pés a possibilidade de marcar por três vezes, mas foi lento a reagir aos sete minutos, obrigou Quim a uma boa defesa aos 11 e falhou o desvio à boca da baliza, após centro rasteiro de Neca, aos 21.

Os avenses raramente incomodaram o último reduto algarvio, mas, na única oportunidade da sua equipa na primeira metade, aos 29 minutos, Vasco Rocha cabeceou ao poste da baliza defendida por Ivo, na sequência de um pontapé de canto. Aos 39 minutos, os locais ficaram reduzidos a dez elementos, devido à expulsão de Nikola, que, na opinião do árbitro Rui Silva, terá agredido Ruben com uma cotovelada numa disputa pelo ar.

Mesmo em inferioridade numérica, o Farense manteve o ascendente durante a segunda parte, perante um Desportivo das Aves muito apático e previsível nas ações ofensivas, não aproveitando a superioridade no número de jogadores em campo. João Reis (71 minutos) e Ibukun (74) obrigaram Quim a duas excelentes defesas, Livramento foi demasiado lento a reagir a uma perda de bola de Romaric (80) e João Reis atirou às malhas laterais (82), nas principais oportunidades da equipa algarvia.

O "nulo" castiga a ineficácia do Farense, que ainda não marcou qualquer golo nesta edição da II Liga, na qual soma agora dois pontos, enquanto o Desportivo das Aves segue a meio da tabela, com cinco.

Jogo no Estádio de São Luís, em Faro

Farense-Aves, 0-0.

Equipas:

Farense

Ivo, Carlitos, Fausto, Diogo Silva, Hugo Luz, Bilro, Nikola, Neca (Matias, 82), Hernâni (Peixinho, 46), Ibukun (Livramento, 76) e João Reis.

Suplentes: Ricardo, Livramento, Matias, Atabu, Fábio Felício, Peixinho e Rafael.

Treinador: Mauro de Brito.

Aves

Quim, Leandro, Miguel Vieira, Rafael (Romaric, 46), Jorge Ribeiro, Vasco Rocha, Tito, Luís Manuel, Ruben (Andrew, 63), Pedro Pereira (Jorginho, 80) e Vasco Matos.

Suplentes: Rui Faria, Andrew, Romaric, Valente, Diogo Pires, Jorginho e João Paulo.

Treinador: Fernando Valente.

Árbitro: Rui Silva (Vila Real).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Rafael (45+1), Miguel Vieira (62), Neca (66), Romaric (68), Fausto (71) e Matias (83). Cartão vermelho direto para Nikola (39).

1025 Espectadores

Comments

4 comments to "Lei seca?"

Recreativista disse...
12:04 da manhã

Parece que precisamos de avançados que saibam... mas tenho a certeza que os golos vão chegar, o importante é que já são dois os jogos sem perder. Cumprimentos desde Huelva dum espanhol apaixonado pelo SC Farense. Bora Farense!! Forza Recreativo!

ADEPTO disse...
10:42 da manhã

Seria um jogo normalissimo, com um resultado aceitável, de campeonato renhido, perante um adversário manhoso que cedo se apercebeu da simpatia do árbitro que usou dualidade de critério na tolerância à agressividade, penalizando sobremaneira o Farense e cujo paradigma foi a falta de consideração de um jogador que dá pelo nome de Quim,que já defendeu a baliza de Portugal e que teve a benevolência do árbitro no imenso tempo que levou para repor a bola em jogo e que por fim conseguiu dar um cartão amarelo a um colega de trabalho....e tendo em conta que jogámos em inferioridade numérica mais de metade do jogo, não permitindo qualquer veleidade atacante ao adversário à excepção dum remate à trave resultante dum lance de bola parada...como dizia, seria normalissimo não fosse o nosso Farense ao fim de quatro jogos ainda não ter marcado nenhum golo; resta-nos a consolação de ver uma equipa a entrosar e a deixar a pele em campo.O futebol é isto....o minuto 92 há tempos era uma calamidade, ontem foi uma dádiva de Deus...mas o Deus é Farense...(temos de acreditar).

ADEPTO disse...
8:01 da tarde

Acabou um Porto 0 -Penafiel 0 e mais uma vez se viu uma equipa não sair do seu meio-campo, espreitando o erro do adversário; começa a ser um filme déjà vu da forma como este campeonato se vai desenrolar, pelo que cada vez é mais urgente o nosso Farense estudar a maneira de fazer golos, porque não há vitórias morais e os árbitros têm a faca e o queijo na mão com a sua dualidade de critérios e neste jogo viu-se uma cotovelada levar só amarelo, enfim o nosso Farense que se cuide porque não me parece nada fácil arrepiar caminho.Temos que resolver urgentemente o problema do ataque

ADEPTO disse...
9:32 da manhã

Estamos a acertar na defesa, melhoramos no meio com a atitude generosa do incansável Bilro, precisamos de afinar a finalização, para fazermos um campeonato com alguma tranquilidade para enfrentarmos contratempos de critérios de arbitragem que não vale a pena ripostar; só podemos dar a resposta em campo com golos .FARENSE À VITÓRIA...FARENSE SEMPRE

 

Copyright 2009 All Rights Reserved Blog Leões de Faro optimizado para 1280 x 768 px