sexta-feira, agosto 13

Hugo Gomes emite comunicado


8 comentários
Após ter tomado conhecimento do comunicado emitido pelo S.C.Farense, e dos comentários colocados no Blog, quer quanto ao processo judicial quer relativamente á minha pessoa e a meus familiares directos, resolvi esclarecer e divulgar alguns dados do mesmo, para que todos, sem excepção, possam entender o motivo pelo qual a situação chegou até aqui. Assim:

1- Este processo teve o seu inicio em 2004. Após varias tentativas frustradas de obter o pagamento ou alguma garantia e sem que tivesse qualquer tipo de resposta da então Direcção do S.C.Farense, dei efectivamente instruções ao meu Advogado para que avançasse judicialmente. O processo teve então de avançar pelo incumprimento reiterado do clube e principalmente pela desconsideração pela minha pessoa e pela falta de informação quanto ao que iria suceder no futuro. Quis precaver-me da possível extinção do clube, para ter ainda alguma possibilidade (no futuro) de receber os meses aos quais tenho direito por integral cumprimento das minhas obrigações como trabalhador. Quem trabalharia 16 meses sem receber e não reclamaria o fruto do seu trabalho? Algum dos directores de então e dos actuais, estaria 16 meses a trabalhar sem receber e ficaria impávido e sereno sem nada fazer para receber o que é seu por direito? Não me parece…

2- Relembro que abdiquei ainda de alguns meses de trabalho efectivamente prestado. O valor que então reclamei e reclamo refere-se a cerca de 16 meses de salários em atraso. Desde a data em que intentei o processo (2004), até á data da Sentença (2010), passaram-se 6 anos, e durante esse período nenhum responsável do clube me comunicou o que quer que seja quanto a esta questão, fosse para tentar um acordo ou sequer para pedir que perdoasse a divida ou dar conta de qualquer outra possível solução. Nada!

3- Tudo tentei para resolver a questão pela via consensual e não judicial. Acontece porém que, em Maio de 2010, o tribunal condenou o S.C.Farense ao pagamento da divida e consequentemente, o meu advogado, num expediente lógico e usual após o trânsito em julgado da Sentença, solicitou na FPF, o impedimento de o clube registar novos contratos e renovar os existentes até que se mostrem pagas as quantias reclamadas.

4- Apenas depois de a FPF ter notificado o clube, fui contactado pelo actual presidente, Sr. António Barão, no intuito de chegarmos a um acordo. Como se constata, em 6 anos, apenas após terem conhecimento do impedimento, é que fui merecedor de um telefonema.

Reitero que sempre foi a minha intenção, ainda antes do inicio deste processo, como é mais uma vez, que se alcance um acordo que não prejudique o SC Farense, mas que salvaguarde também os meus direitos. Existe grande vontade das partes de o fazer, tendo já iniciado conversações nesse sentido, apesar de neste momento estar ainda em suspenso, aguardando um contacto do Presidente António Barão.

5- A todos os Farenses e àqueles que duvidaram ou duvidam de ser tão ou mais Farense que eles, quero afirmar que jamais foi ou é minha intenção prejudicar o meu clube e a minha cidade, pois estive ligado como atleta durante 16 anos ao clube, o que muito me honrou e que dignifiquei a camisola que vesti, sendo sempre um excelente profissional, pois ninguém me pode apontar seja o que for, independentemente das minhas qualidades como atleta. (o meu percurso fala por si)

6- Desejo e tenho a convicção de que tudo se irá resolver para o bem de todos podendo assim o SC Farense dar continuidade á sua recuperação em termos financeiros e desportivos, e espero poder acompanhar este percurso que levara o clube até àquele que é, por direito próprio, o seu lugar.

Espero que este comunicado tenha sido esclarecedor para todos aqueles que tiraram ilações precipitadas e criticaram, sem conhecimento de causa, podendo agora ter uma opinião justa sobre todo este processo e as pessoas envolvidas.


Com os melhores cumprimentos:
Hugo Gomes

Comments

8 comments to "Hugo Gomes emite comunicado"

JoaoC disse...
6:06 da tarde

Como se costuma dizer "quem não se sente não é filho de boa gente", e o Hugo apressou-se a fazê-lo e a clarificá-lo.

Espero que o Hugo e o Farense cheguem a um acordo que não prejudique a época ao Farense, pois o sucesso do clube será o bem dele e de todos aqueles que aguardam por receber antigas dívidas.

Óscar disse...
6:54 da tarde

Humm??? Deixa cá ver...

Então não foi o Hugo que esteve em Faro, de férias, e até treinou com a equipa do Farense,para manter a forma, antes de ir para Leiria?

Nesse período não viu, nem esteve com ninguém do Farense?

Isso não foi depois de Maio de 2010?

Avisou algum director do clube do que ia fazer?

Se em Maio já tribunal tinha condenado o Farense porque esperou o seu advogado para pôr o impedimento junto da FPF a 15 dias do início do Campeonato?

O advogado do Hugo não será o mesmo do Hassan?

Então o Hassan em Maio também já sabia disto, ou não?

O advogado de ambos será o mesmo que representa um ex-treinador que passou por Faro a época passada?

Os dois, não estarão a servir os interesse de alguém que quer prejudicar o clube, sem o saberem?

Não andarão mal aconselhados?

Pois é, perguntar não ofende

RRoque disse...
6:58 da tarde

Saudações,

Depois de ler este comunicado assinado pelo Hugo Gomes, pessoa que conheço pessoalmente à mais de 20 anos, devo fazer a seguinte declaração:

O Sporting Clube Farense para ser um verdadeiro grande clube e não só um clube antigo, tem de ser inflexível com este tipo de manobras de certos oportunistas.

Defender o Farense é não ceder um único passo atrás, é não baixar a cabeça nem os ombros quando aparecem dificuldades, é lutar até ao limite das forças humanas e sobre-humanas para salvaguardar o futuro do nosso clube.

A dignidade do clube e sua credibilidade passa por pagar as suas dívidas. Nada de novo.

Mas trabalhadores, sindicatos, jogadores ou antigos jogadores, seus advogados, fornecedores, credores que têm comportamentos deste tipo devem ser penalizados pelo desprezo dos verdadeiros Farenses e castigados por um verdadeiro Clube, um verdadeiro Sporting Clube Farense. Nada nem ninguém pode sobrepor ao interesse colectivo de um Grande Clube, do meu Clube, do meu Farense.
Quem pensa que pode está sempre do outro lado da barricada, entre aqueles que querem levar o nosso clube para a frente e os outros que querem continuar a deixar que o Farense seja enxovalhado na praça pública como aconteceu nos últimos 10-15 anos.

O orgulho pode ser visto como um defeito, eu acho que o Orgulho em ser Farense é uma grande qualidade.

Jorge Esberard disse...
9:23 da tarde

Amigo Hugo Gomes,antes de mais um abraço fraterno extensivo para o seu pai("Toíca")com quem joguei futebol muitas vezes-futebol de 11 e de salão-.O meu nome de guerra entre a malta do meu tempo era, e ainda hoje, sou conhecido pelo "Atraca".Fomos vizinhos no Largo da Mota e grandes partidas de futebol fizémos na Carreira de Tiro!Bons tempos...
Você tem a minha compreensão sobre este desagradável caso.Só que,e você também compreenderá, nesta altura,os sócios não estavam preparados para mais esta contrariedade,embora saibamos que o Hugo e o Hassan tenham a razão pelo v/lado.Li o seu comunicado e devo dizer que foi bom você fazê-lo porque assim as coisas ficam mais claras,satisfazendo algumas dúvidas que pairam entre todos os Farenses.Meu amigo e conterrâneo,confiamos que você será capaz de resolver este caso de maneira a não prejudicar o NOSSO FARENSE nesta altura do inicio do campeonato,sem prejuízo do seu lado.Temos um presidente de Direcção que confiamos e sabemos que os dois resolverão esta questão.
Um grande abraço e muito sucesso para a sua carreira,que todos os Farenses acreditam!
VIVA O FARENSE!
Jorge Esberard ( Atraca)

EntradàVirilha disse...
9:46 da manhã

Queria deixar aqui, um pedido de desculpas ao Hugo, pois quando escrevi o comentário ao post, estava de cabeça quente e furioso com mais esta contrariedade. Não queria pôr em causa o profissionalismo do Hugo que, penso que foi sempre exemplar, tanto com dirigentes, como com colegas de equipa. Como é óbvio, o Hugo tem todo o direito a receber o que lhe é devido e espero que o possa receber o mais rapidamente. Seria um bom sinal tanto para o Hugo como para o Farense. Agora acho é que os "timings" podiam ter sido outros...

Para quem acha que sou fraco e que o pior há muitos como eu, lamento desiludi-lo mas não concordo consigo. Felizmente ainda há alguns como eu. continuo sócio do Farense desde 87, com quotas em dia, mesmo na 2ª distrital sempre continuei a ir ver o meu Farense e nunca andei a pedinchar entradas á borla para os jogos. Com isto não quero dizer que sou mais ou menos Farense do que alguém. Cada um sabe de si.

Victor Mestre disse...
4:47 da manhã

Nao conheco o Hugo Gomes mas conheci o pai dele e vi muitos jogos de futebol na carreira de tiro onde aparecia o Atraca o Joaquim lagos , o Manhita, o Baiao e tantos outros pois o Hugo tem direito a receber o que lhe devem assim como o Hassan mas na minha opiniao poderiam ter esperado mais tres semanas e deixar comecar o campeonato ai vai um grande abraco da Australia para todos e em especial para o Joao C e para o Atraca o primeiro capitao da primeira divisao

Fernando disse...
10:30 da tarde

Victor Mestre, o grande Atraca já faleceu há uns bons anos, creio que num acidente de viação.
Infelizmente é a lei da vida e o nosso atleta partiu cedo de mais.
Conheci-o e vi muitos jogos dele no Farense, depois de ter jogado, com êxito, no F.C. do Porto 5 ou 6 épocas.
Fez parte da equipa que subiu pela 1ª vez à 1ª divisão e jogou mais 2 ou 3 épocas, tendo ainda apanhado o fim do relvado do S. Luís.
Sendo filho de Faro, iniciou-se no nosso clube.
Ficará para sempre ligado à história do Farense.

F. Neves

Fernando disse...
10:35 da tarde

Correcção: disse fim do relvado, mas trata-se obviamente do fim do pelado, que teve o seu término na época de 70-71.
O Atraca jogou nessas épocas e estreou o relvado em 71-72.

F. Neves

 

Copyright 2009 All Rights Reserved Blog Leões de Faro optimizado para 1280 x 768 px