sábado, outubro 10

Derrota ao cair do pano


11 comentários
Ficha de jogo  Pescadores Caparica 1-0 Farense O Farense deslocou-se esta tarde à Costa da Caparica para defrontar o líder, a formação do Pescadores. Entre duas das formações com melhores argumentos e maiores ambições no campeonato, esperava-se um encontro equilibrado e competitivo, e de facto o encontro não defraudou as expectativas.

O Farense foi a primeira equipa a criar perigo, aos 10 minutos de jogo Quadros rematou para Nuno Madureira com dificuldades conseguir dar uma palmada, desviando a bola para canto. Na sequência, Idalécio cabeceava sem oposição ao lado do poste da baliza da equipa da casa. Aos 20 minutos Costa obrigava Gonçalo e uma boa defesa num cruzamento-remate. To-zé pouco depois em posição frontal atirava por cima na trave naquela que era a melhor ocasião até então. Nesta fase do jogo o Farense que havia entrado bem no encontro era empurrado para o seu meio reduto, e To-zé voltava a rematar mas desta feita ao lado do poste. Na fase final da primeira parte o Farense voltou a soltar-se no ataque e Alvarinho esteve perto de marcar. Chegavamos ao intervalo com um nulo no marcador num bom jogo de futebol em que o empate com golos talvez se ajustasse melhor ao que se passou no primeiro tempo.

Na segunda parte foi a equipa da casa a primeira a criar perigo mas Gonçalo fez uma excelente defesa aos pés de Tó-zé. Entretanto Alvarinho era o quem mais dôr de cabeça dava à defensiva do Costa da Caparica, conseguindo aos 10 minutos da etapa complementar na sequência de uma boa jogada efectuar o remate mas na direcção de Nuno Madureira. Élio Santos fazia nesta altura entrar Paulo Bolonha para a zona mais ofensiva do terreno, o que causou algumas dificuldades à defensiva algarvia, dado a boa técnica do jogador da Caparica. A 15 minutos do final Alvarinho de livre permitia a Miguel Silva ao 1º poste o corte de cabeça, isto numa altura em que Edinho colocava Alemão em jogo. Quando se esperava que o jogo terminasse surgiu o que poucos esperavam, O Farense apanhado em contra-pé permitiu a Tó-zé fazer o único golo do encontro, e à equipa da casa fazer o pleno, com 4 jogos e 4 vitórias.

O Farense sai assim derrotado com alguma infelicidade, num jogo onde até não realizou uma má partida, mas o que acaba por ficar para a história é mesmo o resultado, e este foi favorável ao homens da casa.

Comments

11 comments to "Derrota ao cair do pano"

Anónimo disse...
5:51 da tarde

Não entendo como foi possível perder um jogo destes. O Farense foi de longe a melhor equipa. Controlou o adversário e raras vezes esteve em perigo. O Caparica teve muita sorte. Mas isso não explica tudo. O Farense tem de começar a pensar numa frente de ataque mais produtiva. É frustrante ver a quantidade de lances que se perdem sem qualquer perigo para o adversário. O Farense controlou o jogo, mas esteve longe de criar lances de golo. É preciso ser mais acutilante e colocar outras (outra pedra) na frente de ataque.

Gostei do Idalécio, imperial na defesa, do Róró, excelente e com classe e de Álvaro, bom toque de bola, bons pés. Continuo com dificuldade em entender porque é que o Bruno joga de início em encontros com esta natureza.

Deste jogo trago, de facto, muita frustração.

Luís

Anónimo disse...
6:38 da tarde

Quem foi ver o jogo que me explique qual o sistema q edinnho usou?
Vejo 4 centrais no 11 titular, mas um lateral direito. qual foi o meio campo?

Anónimo disse...
8:28 da tarde

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Ferreira disse...
8:58 da manhã

Bruno nao encaixa. Precisamos mobilidade e avabcadi cebnro muito rapido. So isso. Bruno, bom rapaz mas para os cantos e confusao aerea na area. Lamento que edinho ainda nao tenha percebido o que o Barao percebeu no ano passado....

Anónimo disse...
10:29 da manhã

o farense..jogou bem...mas nota-se mt indifiniçao e falta de comando dentro do campo....volto a dizer vao buscar um matador e o barao filho que esse sim podera controlar o jogo e impor respeito dentro do campo...ainda nao vi ninguem a assumir o jogo! hoje jogamos com 3 trincos no meio campo!!!! nao pode.... na frente temos que ter alguem que em duas oportunidades faz 1...temos que marcar mais e aproveitar mais...

Anónimo disse...
12:53 da tarde

O Barão é um elemento que faz falta ao Farense. Deviam ir buscá-lo ao Beira Mar.
Notou-se a falta do Cannigia, pois é um jogador dinâmico e que corre. Estava no banco. Não foi opção do Edinho. Será por lesão ?

F. Neves

arsenio disse...
5:09 da tarde

fui talvez o primeiro e ja na epoca em que o Barao treinava o farense a dizer que Bruno nao é jogador de futebol e nunca o sera.Vejo agora que algumas pessoas que me criticaram estao agora a aperceber-se que o que eu dizia correspondia a verdade.No Futebol nao podemos ser sentimentalistas nem ter preferências é o jogador que se encontra em melhor forma no momento que deve jogar.Vejo tambem aqui que pede para ir buscar o Barao;sera um erro,o Barao é um jogador de nivel medio,foi assim que eu o vi em alguns jogos de preparaçao,no ano passado.Estamos na quarta jornada e temos ja sete pontos de atraso com cinco golos marcados e tres sofridos.Quanto ao trabalho do Edinho nao me posso pronunciar devido a nao poder assistir ao trabalho;mas penso que o Farense tem obrigaçao de fazer muito mais.Assim como vejo alguém muito feliz dizendo que o Idalecio foi espectacular.Mal vai entao o nosso Futebol quando temos que nos apoiar na "terceira idade".

JoaoC disse...
6:17 da tarde

Como treinador de bancada, na minha opinião isto não é um caso de qualidade, é um caso de quantidade, normalmente jogamos com 3 homens no meio campo, não considero nem o Álvaro nem o Tony médios, o que nao tem chegado sequer para as encomendas, já que estão sempre em desvantagem numérica com o adversário.

arsenio disse...
8:23 da tarde

No futebol actual todos os treinadores devem trabalhar dois esquemas tacticos para poderem fazer reagir as equipas postas no terreno.Eu por exemplo gosto muito do 4*4*2 em losango ou do 3*5*2,sao disposiçoes tacticas que a nao importa qual o momento o treinador pode pôr em pratica.Exige primeiramente um trabalho fisico de pré-epoca importante para dar estofo aos jogadores e depois cabe ao treinador de constituir um grupo solido e unido para poder tirar o maximo de cada elemento.Os resultados aparecem e sobretudo na parte decisiva do campeonato.

Anónimo disse...
3:16 da tarde

o mal não e o farense clube o problema são os lobies que estão
montados a muito neste clube que a
maior parte dos adeptos nem sonha.

Anónimo disse...
10:26 da tarde

anonimo muito inteligente(sarcasmo)

Pedro Pereira

 

Copyright 2009 All Rights Reserved Blog Leões de Faro optimizado para 1280 x 768 px