sábado, novembro 10

Padernense 0-2 Farense


0 comentários
Ficha de JogoÁrbitro: Luís Reis, auxiliado por Sílvia Domingos e Pedro Vitorino.

Padernense: Lima; Carlos, Edi (André Coelho, 56), David, Ricardo, Nelson, Rui Costa (Flávio, 63), Bruno, Jessimar (Campónio, 70), João Ruaça e Daniel.Treinador: José Viegas

O Farense venceu esta tarde em Paderne a equipa local por duas bolas a zero, num jogo com alguns momentos de bom futebol e que só não foi melhor devido ao péssimo estado do relvado do João Campos totalmente esburacado, e em que foram notóriO lance que resultaria no primeiro golo do encontro as as dificuldades causadas aos jogadores de ambas as equipas, em lances que poderiam decidir o encontro.

O Farense entrou a comandar o encontro, fruto da pressão a meio campo e no intuito de tentar resolver o encontro o mais rapidamente possível. Os lances junto há baliza do guardião da casa sucediam-se por vezes com algum possível perigo mas sempre com uma finalização deficiente por parte dos jogadores visitantes, eis um aspecto a trabalhar e a apurar se quer realmente ter uma aspiração a uma subida de divisão, já que não se pode desperdiçar tanto quando se cria tão pouco.

Quando não se consegue criar ocasiões em jogo jogado junto à relva há que criar alternativas, e foi assim que surgiu o 1º golo do encontro, Sousa num lançamento de linha lateral, colocou a bola na cabeça de Bruno, que fazendo uso da sua altura, de costas para a baliza cabecearia fazendo um "chapéu" perfeito ao alto guarda-redes do Padernense. Após o lance do golo do Farense, o Padernense, criou por duas vezes lances de possível empate, mas Costa, em grande nível negaria o golo do empate aos da casa.

Veio a segunda parte, e apesar do domínio territorial do Farense, o Padernense partia rápido para o ataque chegando a criar alguns lances de apuro para a defensiva de Faro. Foi então que Carlos Costa ao ver o desiquilíbrio a meio-campo da sua equipa,Os festejos do primeiro golo abdicou de um extremo, Rui Loja, colocou em jogo regressado de uma lesão, o médio Calquinhas a fazer a sua estreia no campeonato, e refrescou o mesmo sector, retirando Márcio e colocando no seu lugar Arlindo. Notou-se instantaneamente a diferença, Calquinhas deu frescura e rapidez ao ataque farense, e menos de 10 minutos depois de ter entrado, num passe a desmarcar, isolou-se e "picou" a bola à saída do guarda-redes de Paderne, fazendo o 2 a 0 e terminando praticamente com as dúvidas que ainda poderia haver acerca do vencedor do encontro. Durante o resto da partida o Padernense ainda tentou reagir e ser a primeira equipa a marcar ao Farense esta época mas não conseguiria, e o jogo terminaria com a vitória mais que justa dos pupilos de Carlos Costa.

O árbitro Luís Reis teve ao nível do esburacado relvado de Paderne, marcando faltas que não eram e deixando passar outras que seriam. No entanto os jogadores também não facilitaram o trabalho da equipa de arbitragem, que não teve influência no resultado.

Comments

0 comments to "Padernense 0-2 Farense"

 

Copyright 2009 All Rights Reserved Blog Leões de Faro optimizado para 1280 x 768 px